header top bar

section content

STJD suspende Aldeone Abrantes do Sousa por 30 dias por conta de invasão a campo e ofensa a árbitros

Punição foi tomada em caráter preventivo na semana passada e tornada pública nesta terça-feira. Infrações do dirigente foram cometidas na rodada de abertura do Paraibano 2019

Por Redação Diário

22/01/2019 às 19h21

Presidente do Sousa, Aldeone Abrantes (Foto: reprodução vídeo)

O presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, foi suspenso preventivamente por 30 dias por ter invadido o campo do Estádio Marizão e agredido verbalmente os árbitros na rodada de abertura do Campeonato Paraibano. A decisão foi tomada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na última sexta-feira (18), mas só foi divulgada nesta terça-feira (22). As infrações do dirigente foram cometidas no dia 12 de janeiro, quando o Sousa recebeu o Campinense em partida que acabou empatada por 1 a 1.

VEJA TAMBÉM:

No jogo em questão, o Dinossauro vencia a Raposa por 1 a 0 até o último minuto do segundo tempo, quando o time rubro-negro conseguiu o empate. Logo na sequência, o árbitro sergipano Eloane Gonçalves Santos encerrou a partida. Aldeone Abrantes invadiu o campo de jogo para reclamar com a arbitragem e precisou ser contido pela polícia. O árbitro registrou na súmula a invasão do dirigente ao campo e ofensas proferidas por ele aos profissionais de arbitragem e ao diretor executivo da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Otamar Almeida.

Por conta dessas atitudes, Aldeone foi denunciado pela Procuradoria Geral de Justiça Desportiva (PGJD) e suspenso pelo STJD. Na decisão – assinada no dia 18 e divulgada nesta terça-feira -, o Superior Tribunal argumenta que, com essas atitudes, Aldeone infringiu dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Invasão e ofensas de Aldeone Abrantes foram registradas na súmula da partida — Foto: Divulgação / FPF

O primeiro deles é o Art. 258-B, que fala sobre “Invadir local destinado à equipe de arbitragem, ou o local da partida, prova ou equivalente, durante sua realização, inclusive no intervalo regulamentar”. A pena prevista para essa infração, no caso de dirigentes, é “suspensão pelo prazo de quinze a cento e oitenta dias”.

O segundo artigo do CBJD infringido por Aldeone foi o 243-F, que prevê punição para quem “Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto”. Para esses casos, está prevista como pena a “suspensão pelo prazo de quinze a noventa dias”.

Presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, sendo retirado de campo (Foto: Fabiano Sousa / Globoesporte.com)

Para conseguir a suspensão preventiva do presidente do Sousa, a Procuradoria Geral de Justiça Desportiva se valeu do Art. 35 do CBJD, que diz que “Poderá haver suspensão preventiva quando a gravidade do ato ou fato infracional a justifique, ou em hipóteses de excepcional e fundada necessidade, desde que requerida pela Procuradoria, mediante despacho fundamentado do Presidente do Tribunal (STJD ou TJD), ou quando expressamente determinado por lei ou por este Código”.

Com a decisão do STJD – assinada pelo presidente Paulo César Salomão Filho -, Aldeone Abrantes precisa se manter afastado das suas atividades como presidente do Sousa por 30 dias.

Fonte: - https://globoesporte.globo.com/pb/futebol/times/sousa/noticia/stjd-suspende-aldeone-abrantes-por-30-dias-por-conta-de-invasao-a-campo-e-ofensa-a-arbitros.ghtml

Recomendado para você pelo google

SONHO REALIZADO

VÍDEO/FOTOS: Prefeitura de Cajazeiras realiza sorteio de 300 apartamentos e evento é marcado pela emoção

MUITA ÁGUA!

A MAIOR DA HISTÓRIA: ruas e avenidas em Sousa viram rios após fortes chuvas durante a madrugada. Veja!

SERTÃO EM DESTAQUE

VÍDEO: Com cajazeirense na vice-presidência, Paulo Maia toma posse para comandar OAB Paraíba até 2021

MODELOS DE SUCESSO

VÍDEO: Empresários do Pará interessados em implantar TV A CABO visitam Netline e TV Diário do Sertão