header top bar

section content

Atletas sousenses de jiu-jitsu vendem doces e água na praça para participarem de campeonatos estaduais

Durante dois dias, Mathaus Lira, Ataildo Filho e Kauê Feitosa conseguiram vender água mineral e docinhos, mas o dinheiro arrecadado só dá para pagar parte dos custos

Por Jocivan Pinheiro

14/05/2019 às 15h42

Mathaus Lira, Ataildo Filho e Kauê Feitosa

Sem patrocínios das iniciativas pública e privada, três jovens atletas da cidade de Sousa, Sertão paraibano, recorreram ao comércio informal para conseguir dinheiro que ajude nos custos de suas participações em campeonatos de jiu-jitsu no Nordeste.

Neste fim de semana, Mathaus Lira, Ataildo Filho e Kauê Feitosa foram para a Praça da Matriz, no Centro de Sousa, com uma caixa térmica onde havia escrito “Ajude um atleta”, uma bandeja de doces e várias medalhas penduradas no pescoço.

A intenção era vender água mineral, brigadeiro e doce de leite, e usar o dinheiro das vendas para ajudar a bancar inscrições em campeonatos, transporte, alimentação e hospedagem.

Durante dois dias, Mathaus, Ataildo e Kauê conseguiram vender muita água mineral e docinhos, mas o dinheiro arrecadado só dá para pagar parte dos custos.

VEJA MAIS: Com 9 anos de idade, sobrinha do comandante do Corpo de Bombeiros de Cajazeiras é bicampeã brasileira de jiu-jitsu em São Paulo

Os três já participaram de competições estaduais e nacionais de jiu-jitsu e subiram ao podium várias vezes em primeiro e segundo colocado.

Os próximos campeonatos que pretendem disputar serão no próximo domingo, dia 19, na cidade de Pombal-PB; dia 09 de junho em João Pessoa-PB e dia 16 de junho em Natal-RN.

Quem deseja contribuir com os atletas no restante das despesas, pode entrar em contato através do telefone (83) 99396-8420.

DIÁRIO ESPORTIVO

HONRARIA MÁXIMA

VÍDEO: Câmara de Cajazeiras aprova propositura de Jucinério para entregar medalha ao médico Pablo Leitão

DESABAFO

VÍDEO: Bispo critica auxílios para políticos e faz alerta sobre eleições: “Já sabemos quem não presta”

"NÃO VÃO NOS CALAR"

VÍDEO: Em ato público, coletivo de mulheres cobra justiça no caso Pâmella Bessa em Poço de José de Moura

SETEMBRO AMARELO

VÍDEO: Sociólogo diz que 9 em cada 10 suicídios podem ser evitados com ajuda profissional ou conversa

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!