header top bar

section content

Flamengo é campeão da Supercopa Brasil

Primeira taça do ano vai de Brasília direto para o Rio de Janeiro. Rubro-Negro carioca venceu o Furacão e conquistou o título inédito da Supercopa do Brasil

Por CBF

17/02/2020 às 08h37

Flamengo e Athletico Paranaense fazem a final da Supercopa do Brasil 2020 no Mané Garrincha (Créditos: André Borges/CBF)

Pode soltar o grito torcedor do Mengão! O título da Supercopa do Brasil 2020 é do Rubro-Negro carioca! Dono do Brasileirão 2019, o Flamengo venceu o duelo de campeões diante do Athletico Paranaense, detentor da Copa do Brasil 2019, e faturou a primeira taça do ano. No Mané Garrincha, o Fla bateu o Furacão por 3 a 0, na tarde deste domingo (16), com gols de Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta.

O jogo

O duelo dos campeões rubro-negros começou com a equipe carioca controlando a posse de bola. Logo aos três minutos, Arão tabelou com Gabigol e bateu forte para boa defesa de Santos. O Athletico tentou responder em jogadas de Léo Cittadini e Rony. Mas ainda com maior domínio do jogo, o Flamengo transformou a pressão em bola na rede. Novamente aparecendo como garçom, Gabigol cruzou na medida para Bruno Henrique cabecear certeiro e abrir a contagem no Mané Garrincha, aos 14.

No embalo da torcida, o Fla continuou no ataque. Aos 19, Arrascaeta colocou a bola na área e Rodrigo Caio fez o desvio por cima da meta paranaense. E assim como em 2019, hoje também teve. Gabigol, na marca dos 28, aproveitou uma falha da defesa adversária após cruzamento de Felipe Luís e com oportunismo de artilheiro ampliou a vantagem carioca: 2 a 0.

Correndo atrás do prejuízo, o Athletico criou boas chances de gol na parte final do primeiro tempo. Aos 34, Marquinhos Gabriel cobrou falta que passou rente à meta. Na sequência, o camisa 10 da equipe paranaense chegou de novo e dessa vez parou em grande defesa de Diego Alves, aos 40. Dois minutos depois, Rony apareceu pela esquerda, cruzou rasteiro, Erick se esticou todo, mas por centímetros não conseguiu empurrar para a rede.

Na etapa complementar, o jogo ganhou em equilíbrio. Nikão e Erick assustaram para o Furacão. Enquanto Bruno Henrique, aos 15, teve grande oportunidade de fazer o terceiro do Flamengo, mas viu Santos fazer ótima defesa. Já aos 24, Arrascaeta foi quem apareceu para os cariocas. Bruno Henrique saiu em velocidade, invadiu a área e tentou o toque para o meio, a bola desviou no meio do caminho e sobrou limpa para o meia fazer 3 a 0.

Na base do tudo ou nada, o Athletico acertou o travessão em finalização de Bissoli, aos 29. Nos minutos finais, o atacante arriscou mais um chute, mas parou em Diego Alves. Com o 3 a 0 no placar, o Fla soube controlou o jogo para garantir a primeira taça do ano.

NOVAS MEDIDAS

VÍDEO: Prefeito de Sousa autoriza reabertura do Mercado Central, salões de beleza e academias

EM CASA OU PRESENCIALMENTE?

VÍDEO: Vice-presidente da OAB-PB explica como está funcionando a Justiça durante a ‘quarentena’

AGUARDANDO

VÍDEO: Com medo de contrair coronavírus, cajazeirense diz que só volta da Espanha quando epidemia passar

VAMOS RIR!

VÍDEO: Famoso humorista conta trajetória e piadas no Diário News para descontrair isolamento social

Recomendado pelo Google:
Conteúdo Protegido!