header top bar

section content

Palmeiras bate o Corinthians por 2 a 0 em Itaquera, chega ao 13º jogo invicto e sobe na tabela

Com 16 pontos na tabela, o Palmeiras é o atual quarto colocado do Campeonato Brasileiro

Por Palmeiras

11/09/2020 às 09h05 • atualizado em 11/09/2020 às 12h02

O jogador Luiz Adriano, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do SC Corinthians P, durante partida válida pela nona rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na Neo Química Arena. (Foto: Cesar Greco)

O Palmeiras visitou o Corinthians na Neo Química Arena, em Itaquera (SP), na noite desta quinta-feira (10), pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Pelo placar de 2 a 0, o Verdão venceu com gols de Luiz Adriano, de pênalti, aos 42 do primeiro tempo, e de Gabriel Veron, que saiu do banco de reservas, aos 19 do segundo tempo.

Com 16 pontos na tabela, o Palmeiras é o atual quarto colocado do Campeonato Brasileiro, e está a quatro pontos do líder Internacional. O vice-líder é o Flamengo, com 17 – mesma pontuação do São Paulo, terceiro colocado. O Verdão só perde a quarta colocação nesta rodada em caso de vitória do Vasco da Gama, que joga hoje, às 21h (recebe o Atlético-GO no São Januário-RJ). Vale lembrar que das equipes que figuram na parte de cima da tabela neste momento, além do Maior Campeão do Brasil, Atlético-MG e Vasco também possuem uma rodada em atraso.

Em seu oitavo compromisso no Nacional nesta nona rodada (pois ficou de fora da rodada inaugural, que seria diante do Vasco da Gama – o jogo ainda será reposto), o Verdão acumula quatro vitórias (1 a 0 sobre o Athletico-PR pela 4ª rodada, na Arena da Baixada, e 2 a 1 sobre o Santos pela 5ª rodada, no Morumbi, como mandante, Red Bull Bragantino pela 8ª rodada, 2 a 1 no Nabi Abi Chedid, e agora Corinthians pela 9ª rodada, 2 a 0, na Neo Química Arena) e quatro empates (Fluminense pela 2ª rodada, no Maracanã, Goiás pela 3ª rodada, no Allianz Parque, Bahia pela 6ª rodada, no Pituaçu e Internacional pela 7ª rodada no Allianz Parque – todos por 1 a 1).

Desta forma, o time de Vanderlei Luxemburgo é o único invicto no Brasileiro (o último time a ter dividido esta marca com o Verdão foi o Grêmio, que perdeu a invencibilidade na 7ª rodada, para o Sport, em casa), além de ser também a equipe que menos perdeu em toda a temporada (por qualquer competição, exceto amistosos) dentre as outras 19 que compõem a Série A do Nacional: perdeu apenas dois jogos, contra três do Flamengo – e é o dono ainda do menor percentual de derrota (8%, pois esses dois resultados negativos foram em 26 jogos disputados), seguido novamente do Rubro-Negro, com 9,8% (três reveses em 31 duelos).

E como perde pouco, o Verdão também sofre poucos gols. Com isso, tem a defesa menos vazada entre os clubes da Série A na temporada. Em 26 partidas disputadas em 2020 (sempre sem contar torneios amistosos). Em números absolutos, o Verdão sofreu apenas 14 gols, média de 0,53, assim como o Internacional, também com 14 gols sofridos (em 28 jogos – portanto, com 0,5 gol sofrido por partida).

Além dos dados coletivos, uma estatística curiosa foi reforçada na partida desta noite após Vanderlei Luxemburgo promover as cinco substituições que tem direito: desde que a nova regra passou a valer (antes eram só três), a partir de julho, desde a retomada do calendário devido à pausa pelo surto de Covid-19, o Palmeiras é o único clube que efetuou as cinco substituições possíveis em todos os jogos que disputou no Campeonato Brasileiro.

Individualmente, Luxemburgo pôde comemorar uma marca expressiva: a 13ª partida invicta só pelo Brasileirão, sendo oito neste ano e cinco referentes à sua passagem anterior (totalizando seis vitórias e sete empates). Quando deixou o Palmeiras pela última vez, em 2009, não havia perdido seus últimos cinco jogos pela competição (duas vitórias e três empates) – o último revés de Luxa no Brasileiro foi em 17/05/2009, por 2 a 0, para o Internacional, no Beira-Rio.

Coincidentemente, Luxemburgo também ostenta invencibilidade de 13 jogos atualmente no retrospecto geral. A série sem derrotas começou justamente após um resultado negativo diante do Corinthians, em Itaquera, por 1 a 0, pela primeira fase do Campeonato Paulista (gol de Gil). Série esta que é a mesma do time palmeirense como um todo, sendo sete vitórias (Água Santa, Santo André e Ponte Preta pelo Paulista, Athletico-PR, Santos e Red Bull Bragantino e Corinthians, pelo Brasileiro) e seis empates (Corinthians duas vezes pelas finais do Estadual e Fluminense, Goiás, Bahia e Internacional pelo Brasileiro). Esta, aliás, já é a maior sequência invicta em 2020, superando os oito duelos consecutivos sem derrota no Paulista e na Libertadores antes da pausa no calendário do futebol devido à pandemia de Covid-19. A última vez que o Verdão atingiu mais de 13 jogos sem perder foi no primeiro semestre do ano passado, quando permaneceu invicto por 15 partidas entre 07/04/2019 e 13/06/2019.

E dentre os jogadores, destaque para o autor do gol, Luiz Adriano, que, com o gol de pênalti, segue ainda mais artilheiro do time na temporada de 2020, com onze bolas na rede, seguido de Willian, com nove. Contratado em agosto do ano passado, o atacante já superou o número de gols marcados em sua temporada de estreia – foram sete tentos em 15 jogos em 2019 (média de 0,46 por partida) e 11 em 26 jogos em 2020 (média de 0,42) – e está a duas bolas na rede de alcançar os artilheiros do time em 2019, Dudu e Scarpa, com 13 gols cada.

Titular em dez dos últimos 12 jogos (poupado, começou no banco contra o Bahia) e capitão do time nas últimas duas partidas (já contando esta) – a primeira foi na rodada passada, diante do RB Bragantino –, Luiz Adriano está entre os cinco jogadores que estiveram em campo nas 14 partidas disputadas pelo Palmeiras desde a retomada do calendário, ao lado de Patrick de Paula, Gabriel Menino, Bruno Henrique e Willian. Neste período após a pausa, além do gol neste Derby, o atacante já havia balançado as redes corintianas na final do Campeonato Paulista (empate por 1 a 1 e título conquistado por 4 a 3 nos pênaltis), além de fazer gols ainda contra Água Santa (pelo Paulista), Fluminense, Santos e Internacional (os três pelo Brasileiro) – portanto, na principal competição do país, são quatro gols em oito jogos.

Gabriel Veron foi outro que brilhou. Ao retornar de lesão na última rodada contra o Red Bull Bragantino em grande estilo, com direito a gol do empate e assistência para o gol da virada (marcado por Willian), novamente ele precisou de poucos minutos em campo para deixar sua marca na rodada desta noite, assim como havia sido em Bragança Paulista. O jogador, que completou 18 anos na última semana, é natural de Assú-RN, Veron está no Palmeiras desde o Sub-15 e soma títulos por todas as categorias de base palestrina – inclusive, ele foi campeão paulista Sub-15, Sub-17, Sub-20 e Profissional pelo Verdão.

Em 2018, foi também campeão mundial interclubes Sub-17 pelo Palmeiras, marcando gol na vitória por 4 a 2 sobre o Real Madrid na decisão e terminando a competição como o artilheiro e eleito o melhor jogador. Em 2019, sagrou-se ainda bicampeão mundial com a vitória por 2 a 1 sobre o Leganés-ESP, além de campeão das Copas do Brasil Sub-17 e Sub-20. Com a Seleção Brasileira, conquistou a Copa do Mundo Sub-17 em 2019 e, mais uma vez, levou o prêmio de melhor jogador para casa.

Veron está marcado na história do clube como o segundo jogador mais jovem a fazer gol pelo Palmeiras em todos os tempos: 17 anos, três meses e dois dias, em 05/12/2019, na goleada por 5 a 1 sobre o Goiás, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado (sua segunda partida pelo Verdão – a primeira havia sido diante do Fluminense, uma rodada antes).

Ao todo, Gabriel Veron soma 14 jogos pelo Verdão (dez vitórias, três empates e uma derrota, e agora são quatro gols marcados). Além disso, Veron tem três assistências pelo Palmeiras – sendo duas em 2020.

Willian também merece ser exaltado por suas marcas surpreendentes. Além da assistência para o gol que selou a vitória do Palmeiras por 2 a 0 (para o gol de Gabriel Veron), ele é o único jogador do atual elenco a ter participado de todos os 28 duelos do Palmeiras em 2020 até aqui. Willian detém outras marcas, como a de ser o líder isolado em participação direta nos gols do time na temporada (com 13 – nove gols e quatro assistências, seguido de Luiz Adriano, com 12, sendo 11 gols e uma assistência) e o principal garçom do time no ano, agora de forma isolada com quatro assistências, seguido de Marcos Rocha, Zé Rafael, Dudu e Gabriel Menino. Além disso, o camisa 29 é ainda o principal garçom do elenco no geral (com 19 assistências, seguido de Marcos Rocha e Lucas Lima, ambos com 18).

Também é justa a menção para Gustavo Gómez e Lucas Lima. O zagueiro paraguaio, além de implacável na marcação, é o jogador de linha com mais minutos em campo em 2020: 2238. O retrospecto geral da dupla Luan e Gómez é de 47 jogos, 29 vitórias, 13 empates e cinco derrotas, com apenas 21 gols sofridos (média de 0,44 por partida). Neste ano, foram nove jogos da dupla (incluindo seis dos últimos sete do Brasileiro), com cinco vitórias, quatro empates, nenhuma derrota e quatro gols sofridos.

Já o camisa 20 teve papel fundamental como meia-armador do time. Foi ele que recuperou a bola no meio-campo no lance que originou o segundo gol, dando um passe digno de GPS para Willian receber na ponta-esquerda e ajeitar para Gabriel Veron ampliar a vantagem esmeraldina. Vale ressaltar que Lucas se fez presente nas oito partidas do time no Campeonato Brasileiro, sendo titular nas últimas seis – ele não saía jogando seis vezes seguidas desde o começo da temporada, quando foi titular nos oito primeiros jogos da equipe no ano. Na conquista do deca em 2018, o meio-campista foi peça fundamental, atuando em 34 das 38 rodadas.

E para fechar os destaques dentre os jogadores de linha, não se pode deixar de citar a dupla Gabriel Menino e Patrick de Paula. Menino mostrou muita personalidade, atuando na criação de jogadas e até mesmo nas bolas paradas (cobrando faltas e escanteios – inclusive, sendo versátil, atuando na lateral-direita nas últimas duas partidas quando o técnico Luxemburgo sacou Mayke do time – algo que não é inédito nesta temporada).

Enquanto isso, Patrick de Paula impôs muita velocidade no jogo e foi fundamental em lances-chave. Além disso, o camisa 5 é o jogador com mais minutos em campo neste Brasileirão (708, seguido de Weverton e Gustavo Gómez, ambos com 695).

Por fim, o goleiro Weverton ostenta a segunda menor média de gols sofridos na história do clube. Vazado apenas 70 vezes em 113 jogos pelo Palmeiras, o atual camisa 1 tem índice de 0,60, atrás só do paraguaio Benítez, com 0,54 (13 gols sofridos em 24 jogos em 1978); na terceira colocação, aparece o também paraguaio Gato Fernández, com 0,62 (22 gols em 35 jogos em 1994). São considerados somente goleiros com ao menos dez jogos disputados pelo Verdão.

Ao todo, ele não sofreu gols em 61 partidas que jogou pelo Verdão, número que o coloca na terceira colocação do ranking de goleiros com mais jogos sem ser vazado no Século XXI, atrás apenas de Marcos (107 jogos) e Fernando Prass (101). Em uma única temporada, é o recordista do século com 26 jogos sem sofrer gols em 2019.

Vale lembrar ainda que o atual camisa 1 fechou o ano de estreia, em 2018, com 21 jogos sem sofrer gols. Em 2019, foram 26. E neste ano, já são 14 partidas intransponível em 27 disputadas. Se sair de campo mais seis vezes sem ser vazado nesta temporada, ele alcançará uma marca que não é atingida há 23 anos – o último goleiro a ficar três temporadas consecutivas sem sofrer gols em 20 ou mais jogos foi Velloso, em 1995 (28), 1996 (24) e 1997 (27).

Atleta com mais minutos em campo em 2020 (2547), Weverton atuou em 27 dos 28 jogos do Palmeiras neste ano e, neste quesito, só está atrás de Willian, que esteve presente em todos.

DESABAFO

VÍDEO: Bispo critica auxílios para políticos e faz alerta sobre eleições: “Já sabemos quem não presta”

"NÃO VÃO NOS CALAR"

VÍDEO: Em ato público, coletivo de mulheres cobra justiça no caso Pâmella Bessa em Poço de José de Moura

SETEMBRO AMARELO

VÍDEO: Sociólogo diz que 9 em cada 10 suicídios podem ser evitados com ajuda profissional ou conversa

QUEBROU O SILÊNCIO

VÍDEO: Conselheiro lança chapa e fala pela primeira vez sobre rompimento com presidenta do COREN-PB

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!