header top bar

section content

Cajazeirenses comemoram os dois times da cidade na Série A, mas a rivalidade entre Atlético e Paraíba continua; Vídeo!

Com o acesso do Paraíba este ano, a cidade volta ter dois times na elite do futebol paraibano e acirra a rivalidade

Por

15/10/2015 às 18h33

A cidade de Cajazeiras voltou a ter dois times na Série A do futebol paraibano. Com o acesso do Paraíba este ano, o tricolor se junta ao Atlético e ambos darão a Cajazeiras o status de cidade que tem mais de um time na elite, já que no Sertão, nem Patos, nem Sousa alcançaram esse privilégio. O torcedor cajazeirense comemora, mas na hora de torcer as paixões se dividem.

O torcedor atleticano até que parabeniza o rival pelo acesso, mas é claro que ele espera que em 2016 as glórias sejam do Trovão Azul. “O Paraíba começando agora não tem quase torcida”, provoca o vigilante Gilson Bandeira.

O torcedor tricolor rebate e afirma que o Paraíba vive um melhor momento do que o rival da cidade. “Queremos que continuem os dois, mas o Paraíba é melhor”, respondeu Carlos Pinheiro.

Já o comerciante Marcones Ferreira, lembrou que antes do jogo entre os dois times a cidade ganha um clima especial. “A preparação é muito boa. Em toda esquina tem um movimento de pessoas falando, um a favor do Atlético, outro a favor do Paraíba.”

Seja vestindo as cores azul e branco ou amarelo, preto e vermelho, o certo é que no ano que vem, com os dois clubes novamente na Série A, os cajazeirenses prometem fazer do Estádio Perpetão um verdadeiro caldeirão para os adversários, com a ajuda do calor do Sertão, claro.

DIÁRIO DO SERTÃO com Vídeo da TV Paraíba/Globo

Tags:
DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”