header top bar

section content

Advogados de Anderson Silva afirma que ele não teve intenção de se dopar, mas usou viagra para melhorar vida sexual

Anderson nega que tenha usado esteroides anabolizantes. Nos documentos entregues, a defesa alega que ele tomou dois medicamentos.

Por

13/08/2015 às 08h30

Defesa de Anderson Silva afirma que ele só queria melhorar desempenho sexual

Os advogados do lutador brasileiro Anderson Silva vão afirmar que ele não teve a intenção de se dopar. A audiência de defesa será nesta quinta-feira (13), nos Estados Unidos.

Nos documentos entregues à procuradoria do estado de Nevada, a defesa alega que o Anderson tomou dois medicamentos: um para melhorar o desempenho sexual, estaria contaminado com a substância proibida androsterona. E o outro, um ansiolítico, é um remédio que diminui a ansiedade. O Anderson nega que tenha usado esteroides anabolizantes.

Dois dos três exames antidoping feitos antes da vitória sobre o americano Nick Diaz, detectaram substâncias proibidas. O primeiro encontrou drostanolona e androsterona. O segundo, realizado no dia do combate, deu positivo pra drostanolona e para substâncias ansiolíticas.

G1

Tags:

VÍDEO: Psicologia no Ar recebe diretores e psicóloga de organização que promove cidadania em Cajazeiras

NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras