header top bar

string(16) "diario-esportivo"

section content

Advogados de Anderson Silva afirma que ele não teve intenção de se dopar, mas usou viagra para melhorar vida sexual

Anderson nega que tenha usado esteroides anabolizantes. Nos documentos entregues, a defesa alega que ele tomou dois medicamentos.

Por

13/08/2015 às 08h30

Defesa de Anderson Silva afirma que ele só queria melhorar desempenho sexual

Os advogados do lutador brasileiro Anderson Silva vão afirmar que ele não teve a intenção de se dopar. A audiência de defesa será nesta quinta-feira (13), nos Estados Unidos.

Nos documentos entregues à procuradoria do estado de Nevada, a defesa alega que o Anderson tomou dois medicamentos: um para melhorar o desempenho sexual, estaria contaminado com a substância proibida androsterona. E o outro, um ansiolítico, é um remédio que diminui a ansiedade. O Anderson nega que tenha usado esteroides anabolizantes.

Dois dos três exames antidoping feitos antes da vitória sobre o americano Nick Diaz, detectaram substâncias proibidas. O primeiro encontrou drostanolona e androsterona. O segundo, realizado no dia do combate, deu positivo pra drostanolona e para substâncias ansiolíticas.

G1

Tags:
BLACK FIADO

VÍDEO: Conheça a versão mais popular da Black Friday que agita o comércio de Cajazeiras durante 30 dias

DESTAQUES DA SEMANA

VÍDEO: Repercussão da entrevista de José Aldemir encabeça as polêmicas do Direto ao Ponto desta terça

PROGRAMA DE MÚSICA

VÍDEO: Confira as novidades que vêm aí na nova temporada do Acústico Diário com cantor cajazeirense

VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça