header top bar

section content

Brasil vence EUA de virada e vai à semi do vôlei no Pan

Seleção ficou atrás no placar em duas oportunidades, mas virou no tie-break e ficou com a liderança do grupo

Por

21/07/2015 às 09h10

Brasil comemora ponto contra os EUA (Foto: William Lucas/Inovafoto/Divulgação/CBV)

A seleção brasileira feminina de vôlei está na semifinal dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Nesta segunda-feira, o time de José Roberto Guimarães saiu atrás da seleção norte-americana, mas virou no tie-break e venceu por 3 a 2 (22/25, 25/21, 18/25, 25/22 e 15/11), em um jogo de 2h19.

Com a vitória, o Brasil terminou na liderança do Grupo B e conseguiu a passagem direta para a fase decisiva. A Seleção volta à quadra na quinta-feira para a disputa da semifinal, mas ainda não conhece seu adversário. A República Dominicana, que terminou na liderança da Chave A, está com a situação idêntica a das brasileiras. Estados Unidos, Cuba, Argentina e Porto Rico buscam as últimas duas vagas.

O grande destaque da equipe do Brasil foi a central Adenízia, com 19 pontos. Fernanda Garay também foi destaque ao colocar 17 bolas no chão. Pelo lado norte-americano, Krista Vansant, com 20.

“Foi uma partida difícil e os dois times jogaram bem. Tivemos momentos muito bons na partida, mas sabemos que ainda precisamos evoluir. Estamos no caminho certo e agora vamos seguir trabalhando duro já pensando na semifinal. O Zé Roberto está dando oportunidade para todo o grupo e isso é muito importante”, comemorou Fernanda Garay.

Band

Tags:

Recomendado para você pelo google

PARAOLÍMPICOS

VÍDEO: Curso em Cajazeiras ajuda professores de Educação Física a trabalharem com alunos com deficiência

EMPRESA INVESTIGADA

VÍDEO: Após inquérito do MPPB, prefeito José Aldemir responde se ainda vai ter concurso em Cajazeiras

20ª EDIÇÃO DO EVENTO

VÍDEO: Com Felipão, Eduarda Brasil e muito mais, Cavalgada e Festa de Marimbas leva multidão a Cachoeira

DA CÂMARA AO INSS

VÍDEO: Grupo prepara manifestação pública nesta sexta, em Cajazeiras, contra a reforma da Previdência