header top bar

section content

Anderson Silva terá vitória anulada e nega declaração

Lutador divulga nota através de sua assessoria de imprensa nesta quinta-feira e avisa que só se pronunciará sobre o exame antidoping de 9 de janeiro "no momento exato"

Por

06/02/2015 às 08h18

Anderson Silva divulgou nota através de assessoria de imprensa (Foto: Evelyn Rodrigues)

Assim como acontece em todos casos de doping no UFC, a vitória de Anderson Silva contra Nick Diaz será anulada. Se ainda havia alguma dúvida sobre esse procedimento, o diretor-executivo da Comissão Atlética de Nevada, Bob Bennett, desfez em entrevista à Folha de S. Paulo.

Questionado se o resultado seria anulado, Bennett não titubeou: "sim, será alterado para 'sem resultado'". Isso não significa que Nick Diaz passará a ser considerado o vencedor.

Aliás, esse procedimento não é novidade para Nick Diaz, que já tem uma luta "sem resultado" no currículo. Em 2007, ele venceu luta contra o japonês Takanori Gomi por finalização, mas foi flagrado no exame antidoping por uso de maconha. Já no cartel de Anderson Silva não havia nenhuma luta "sem resultado".

Confira abaixo na íntegra:

"Gostaria de esclarecer a grande imprensa que ainda não dei nenhum tipo de entrevista, depoimento e nenhuma declaração sobre o caso em questão. As únicas pessoas nas quais eu falei foi com a minha família, meus empresários Marcelo Magalhães, Ed Soares e Jorge Guimarães (Joinha). Fiquem certos de que no momento exato irei me pronunciar e me posicionar. Gostaria de agradecer ao apoio de todos que torcem por mim. Muito obrigado!"

Sportv

Tags:

Recomendado para você pelo google

ALUNOS DÃO SHOW

VÍDEO: 3º dia da Mostra de Conhecimentos destaca a natureza, tecnologias, leitura, teatro e matemática

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: advogado sousense fala sobre a redução da maioridade penal. Você é contra ou a favor?

VÍDEO

Dra Paula fala sobre dificuldades na gestão do seu esposo em Cajazeiras e diz ser contra demissões

GOVERNO NO FOCO

VÍDEO: Professor comenta os impactos do fim do DPVAT, golpe na Bolívia e invasão à embaixada venezuelana