header top bar

section content

Paraibano perde em luta pelo UFC; Americano venceu por decisão unânime

Americano impõe seu wrestling durante os três rounds para sair vitorioso

Por

21/12/2014 às 12h49

Patrick Cummins golpeia Antônio Cara de Sapato no UFC Barueri (Foto: Marcos Ribolli)

Patrick Cummins provou ser um desafio duro demais para Antônio Carlos Cara de Sapato em sua segunda luta no UFC. Com seu wrestling afiado, ele dominou o campeão do TUF Brasil 3 com suas quedas e saiu vitorioso por decisão unânime (triplo 30-27), impondo ao brasileiro a sua primeira derrota na carreira, em cinco combates, em duelo válido pelo peso-meio-pesado (até 93kg), no card principal do UFC: Machida Dollaway, em Barueri-SP. O americano agora soma sete triunfos e uma derrota e venceu seus últimos três adversários.
O lutador mostrou carinho pelo público brasileiro e foi muito aplaudido pelos fãs no Ginásio José Corrêa.
– É muito difícil vir ao Brasil e conseguir a vitória, mas eu consegui. Agradeço a todos vocês, foi ótimo. Ele realmente trabalha bem suas finalizações, treinamos muito para evita-las e  para utilizar meu ground and pound – disse Cummins.

A primeira investida de Cummins para derrubar foi completamente fora de tempo. Cara de Sapato acertou boa direita e desequilibrou o rival, mas não conseguiu ir além. O americano foi para o clinche e, enquanto disputavam a pegada, conseguiu a queda. O brasileiro foi arisco ao atacar na chave de perna, mas Cummins conseguiu fazer a defesa corretamente. Ele buscou uma transição atacando o outro pé, mas novamente não obteve o ajuste necessário para forçar os três tapinhas. Ciente do perigo no chão, o americano ficou de pé e entrou na guarda do rival com um soco no rosto. Cara de Sapato buscou raspar, mas Cummins acompanhou o giro e colocou alguns socos que entraram de forma limpa no rosto do brasileiro. O lutador da Nova União tentou nova finalização e acabou permitindo que o adversário passasse a guarda, que foi reposta nos segundos finais, com o round terminando com Cummins atacando no ground and pound.
No segundo assalto, Cara de Sapato iniciou fintando algumas entradas, aplicou um chute baixo e jogou um overhand em Cummins. Logo na sequência ele entrou no double leg, mas o americano fez o sprawl, passou para as costas, mas o brasileiro conseguiu girar para ficar de frente. Cummins tomava cuidado com a guarda agressiva do oponente, mas conectava muitos socos no rosto de Cara de Sapato no ground and pound. Novamente o brasileiro tentou um ataque nas pernas, ensaiando uma chave de calcanhar, que foi defendida outra vez. Cummins ficou de pé e voltou ao chão já com a guarda passada, estabilizando na posição de 100kg. Cara de Sapato recebia muitos golpes limpos, mas após uma pedalada conseguiu se levantar. Um chute alto parou na guarda do americano, que respondeu com dois cruzados. O brasileiro soltou um chute de capoeira no vazio, mas se precipitou e acabou se expondo pouco depois, sendo derrubado nos segundos finais.

O caminho para Cummins era claro: utilizar seu wrestling de alto nível. Mas na primeira tentativa de derrubar no terceiro round, ele recebeu uma joelhada de encontro. O americano absorveu bem, continuou andando para a frente e derrubou logo no primeiro minuto. Da meia-guarda, ele variava socos no rosto e na linha de cintura. O panorama era o mesmo dos dois primeiros assaltos, com o americano tendo que lidar com a guarda agressia de Cara de Sapato, mas conseguiu encontrar espaços para golpear. Cummins foi para a montada, mas o brasileiro quase conseguiu raspar. O americano inverteu novamente a posição, mas ficou dentro da guarda do rival. Cara de Sapato explodiu, ficou de pé e aplicou uma queda. Ele tentou uma guilhotina, mas  Cummins evitou. O brasileiro foi para as costas, aplicou um suplê, mas não conseguiu achar espaço para o mata-leão antes do fim do combate.

Globoesporte

Tags:
DIÁRIO ESPORTIVO

VÍDEO: Na TV, dirigentes do Atlético de Cajazeiras explicam contratações fechadas e outras que ‘melaram’

NOVAS CRÍTICAS

VÍDEO: Para líder católico de Cajazeiras, o Nordeste será “um recanto esquecido” por Bolsonaro

CLIMA DE EMOÇÃO

VÍDEO: Amigos e familiares destacam o legado de Dr. Toinho durante velório do advogado em Cajazeiras

ECONOMIA

VÍDEO: Com fila zerada, Bolsa Família injeta quase R$ 2 milhões por mês em Cajazeiras, diz coordenador