header top bar

section content

Acostumado com títulos, CR7 admite que falta ganhar troféu por Portugal

Craque diz querer ganhar a Bola de Ouro por ser um reconhecimento ao time

Por

03/12/2014 às 09h25

Craque diz querer ganhar a Bola de Ouro por ser um reconhecimento ao time

Se somar suas passagens por Manchester United e Real Madrid, Cristiano Ronaldo conquistou tudo aquilo que disputou pelo menos uma vez: Mundial de Clubes (2008), Liga dos Campeões (2007/08 e 2013/14), Campeonato Inglês (2006/07, 2007/08 e 2008/09), Campeonato Espanhol (2011/12), Supercopa Europeia (2014), além de outros títulos nacionais. Porém, o astro e capitão da seleção portuguesa sabe o que falta para completar sua carreira: levantar um troféu defendendo seu país.

– Em todos os anos eu tenho a oportunidade de ganhar títulos. Enquanto eu jogar futebol, quero ganhar o máximo possível. Me falta um título importante pela seleção. Tivemos uma oportunidade em 2004, mas perdemos na final. Tomara que tenha mais uma chance – disse ao jornal "As", referindo-se ao vice-campeonato da Eurocopa em casa, em 2004.

CR7 ainda tem em seu currículo diversos prêmios individuais, a começar pelo prêmio de melhor jogador do mundo que atualmente detém, já havia vencido uma vez em 2008 e disputará novamente no dia 12 de janeiro, contra Messi e Neuer. O luso, considerado egoísta em algumas oportunidades, diz que gostaria de receber a Bola de Ouro novamente porque ela também premiaria o Real Madrid campeão da sonhada décima Champions.

– Os prêmios são o reconhecimento de um coletivo que funcionou bem. Por isso, obviamente, gostaria de ganhar.

GE

Tags:

Recomendado para você pelo google

ALUNOS DÃO SHOW

VÍDEO: 3º dia da Mostra de Conhecimentos destaca a natureza, tecnologias, leitura, teatro e matemática

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: advogado sousense fala sobre a redução da maioridade penal. Você é contra ou a favor?

VÍDEO

Dra Paula fala sobre dificuldades na gestão do seu esposo em Cajazeiras e diz ser contra demissões

GOVERNO NO FOCO

VÍDEO: Professor comenta os impactos do fim do DPVAT, golpe na Bolívia e invasão à embaixada venezuelana