header top bar

section content

Nacional é o primeiro time da cidade de Pombal a jogar no Almeidão

Fundador se emociona ao ver time em campo. Inclusive, levou o próprio filho para ver a partida contra o Miramar, que aconteceu nessa terça-feira

Por

23/10/2014 às 09h15

O Nacional de Pombal foi o primeiro time da cidade a jogar no Estádio Almeidão. Isto foi motivo de orgulho para o fundador do clube, Romero Freitas, que definiu o momento como “histórico” e se disse feliz pelo feito do time do Sertão, inclusive, veio ao estádio a pedido do filho Davi, que queria acompanhar o time em todas as partidas da segunda divisão do Paraibano.

– Para nós, é histórico jogar no Almeidão. É a primeira vez que um time da cidade de Pombal joga aqui. E eu nem vinha. Só estou vendo esta partida porque meu filho insistiu muito. Fomos a todos os jogos fora e dentro da cidade e ele não quis perder este – contou Romero.

Para o jogo em João Pessoa, ele confessou que se “desdobrou” para que os jogadores chegassem um dia antes e ficasse hospedado em João Pessoa.

– O costume era vir no mesmo dia da partida, mas poderia causar algum desgaste já que Pombal é bem longe da capital. Então nós nos desdobramos para conseguir pagar a estadia e a alimentação. Pedimos apoio e tivemos: a Prefeitura deu o transporte, o dono de uma farmácia contribuiu com a alimentação e a gente conseguiu pagar a hospedagem – explicou.

O Camaleão do Sertão perdeu para o Miramar por 1 a 0, nessa terça-feira, no Almeidão. Mas isto não desanima o dirigente, que ainda acredita na classificação da equipe. 

GE

Tags:

Recomendado para você pelo google

SESSÃO NA CÂMARA

VÍDEO: Em Cajazeiras, coordenador de Diversidade Religiosa na PB fala sobre diálogo e busca por respeito

ASSASSSINATO

VÍDEO! Delegado fala sobre o crime de homicídio que vitimou professor de karatê em Sousa

SEM POLÍTICAS PÚBLICAS

VÍDEO – Líder lamenta ‘desprezo’ dos governos e ‘extinção’ da cultura dos ciganos na cidade de Sousa

VÍDEO

SERTÃO: Empresário sugere vaquinha para “salvar” feira de negócios após prefeitura negar apoio