header top bar

section content

Sinal analógico é desligado em 10 cidades da Paraíba em uma semana; veja dicas

Aparelhos de TV e antenas devem ser adequados para receber sinal digital.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

28/11/2018 às 10h17

Os aparelhos de LED, LCD ou plasma com selo DTV estão aptos a receber o novo sinal, de acordo com a Seja Digital

O sinal analógico será desligado dentro de uma semana, na próxima quarta-feira (5), em Campina Grande e outros nove municípios da região. Por isso, a população desses locais deve verificar se as televisões e antenas estão preparadas para receber o sinal digital.

Além de Campina Grande, o sinal analógico também será desligado em Alagoa Nova, Areial, Caturité, Esperança, Lagoa Seca, Massaranduba, Montadas, Puxinanã e São Sebastião de Lagoa de Roça.

Os aparelhos de LED, LCD ou plasma com selo DTV estão aptos a receber o novo sinal, de acordo com a Seja Digital, entidade responsável por garantir o acesso sinal. No entanto, no caso dos dispositivos que não têm o selo, é necessário ler o manual do produto ou entrar em contato com o fabricante.

Embora os televisores de tubo não sejam digitais, não é preciso comprar um novo aparelho, mas conversores digitais, compatíveis com cada modelo, devem ser instalados.

Também é necessário conferir se a antena é apropriada para receber o novo sinal. Segundo a Seja Digital, três tipos podem ser utilizados:

Externa, usada no telhado das casas, é a mais indicada para captar o sinal digital;
Interna, pouco recomendada para captar o sinal digital, porque pode sofrer influência de barreiras, como paredes;

Coletiva, indicada para captar o sinal digital em prédios ou condomínios.
Para esse último modelo, é recomendado que os síndicos e administradores dos locais confiram se a antena coletiva é digital e se está apontada para a torre de transmissão.

As famílias de baixa renda dos municípios que serão afetados podem retirar gratuitamente um kit de conversão – com antena, controle remoto e conversor – distribuído pela Seja Digital, desde que estejam cadastradas em programas do Governo Federal.

É possível saber se tem direito e agendar a retirada dos dispositivos, por meio do telefone 147, em mutirões que são realizados ou no site da entidade, ao informar o Número de Identificação Social (NIS).

Recomendado para você pelo google

NA VILA NOVA

VÍDEO: Advogado acusa PM de abuso de autoridade durante blitz em Cajazeiras: “Atitude transloucada”

EVENTOS ATÉ DIA 06/12

VÍDEO: Prefeito de Monte Horebe anuncia pagamento de servidores e programação do aniversário da cidade

ESTELIONATO

VÍDEO: Após dois golpes em banco de Cajazeiras, advogado mostra como vítimas devem buscar seus direitos

FIQUE POR DENTRO

Radialista sousense fala das condenações de ex-prefeitos e visita da PF na casa de empresário no Sertão