header top bar

section content

Morre aos 92 anos de idade, o ex-senador Ivandro Cunha Lima, avô do prefeito de Campina Grande

O governador João Azevêdo lamentou a morte do ex-senador e decretou luto oficial de três dias no estado da Paraíba

Por José Dias Neto

28/05/2022 às 11h58

Ivandro Cunha Lima. Foto: Reprodução da internet

O ex-senador Ivandro Cunha Lima, faleceu nesta manhã de sábado (28), em sua própria residência, no centro de Campina Grande, aos 92 anos. Ivandro havia aniversariado na última quinta-feira (26) e era avô do prefeito Bruno Cunha Lima (PSDB).

Há um mês, Ivandro havia perdido o filho Ivandro Filho por complicações em decorrência da Covid-19.

O corpo de Ivandro Cunha Lima será velado no Cemitério Parque Campos Santos da Paz, em Campina Grande. O sepultamento acontecerá às 17h de hoje.

LUTO NA PARAÍBA

O governador João Azevêdo lamentou a morte do ex-senador Ivandro Cunha Lima. Através de post no Twitter, o governador informou que decretou luto oficial de três dias no estado.

“Quero lamentar o falecimento do ex-senador Ivandro Cunha Lima. A Paraíba perde um grande homem público, que deixa um legado construído ao longo dos seus 93 anos de vida. Estamos decretando luto oficial de 3 dias no estado e manifestamos toda nossa solidariedade aos familiares e amigos. Que Deus conforte a todos!”, disse.

TRAJETÓRIA

Ivandro Moura Cunha Lima nasceu em Guarabira-PB no dia 26 de maio de 1930, filho de Demóstenes Cunha Lima e de Francisca Bandeira da Cunha. Seu irmão Ronaldo Cunha Lima foi governador da Paraíba de 1991 a 1994, senador de 1995 a 2003 e deputado federal entre 2003 e 2008. Advogado, tabelião e agropecuarista, bacharel em direito pela Faculdade de Direito do Recife em 1955.

Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a conseqüente instauração do bipartidarismo, ingressou na política filiando-se em 1966 ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado no país após a vitória do movimento político-militar de 31 de março de 1964 que depôs o presidente João Goulart (1961-1964). Em 1973 foi eleito presidente do diretório municipal do partido em Campina Grande (PB).

Em novembro de 1974 tornou-se suplente do senador Rui Carneiro. Com a morte do titular, assumiu o mandato em agosto de 1977. Tornou-se membro das comissões de Constituição e Justiça, de Finanças, de Educação e Cultura, de Legislação Social e de Agricultura. No ano seguinte, integrou a delegação brasileira à Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) como representante do Congresso Nacional. No início de novo período legislativo em fevereiro de 1979, tornou-se membro titular das comissões de Justiça e de Segurança Nacional e foi eleito presidente da Comissão de Finanças do Senado e da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional.

PORTAL DIÁRIO

NOVO DESAFIO

VÍDEO: Jornalista Heron Cid anuncia que vai se afastar das atividades para disputar as Eleições 2022

DRACO

VÍDEO: Mulher é presa em Pombal por tráfico de drogas e comercialização de armas a mando do companheiro

A CASA CAIU

VÍDEO: Foragido da Justiça de São Paulo com pena de 8 anos de prisão, é preso na cidade de Pombal

"PONTO FACULTATIVO"

VÍDEO: Mesmo sem ser feriado, comércio de Sousa fica ‘deserto’ no São Pedro e causa estranheza

Recomendado pelo Google: