header top bar

section content

Cássio presta homenagem aos 150 anos de fundação de Campina Grande

Candidato a governador tucano destaca relação de amor e cumplicidade que mantém com sua cidade natal

Por

11/10/2014 às 12h21

Para Cássio, Campina Grande é a segunda cidade mais importante do Estado (Foto: internet)

O candidato a governador Cássio Cunha Lima (PSDB), da Coligação A Vontade do Povo, está prestando homenagens a Campina Grande, neste sábado, quando são completados 150 anos de fundação da cidade. Através das redes sociais e de uma mensagem especial na estreia do guia eleitoral, Cássio vai ocupar os espaços possíveis para celebrar a data histórica de sua cidade natal.

“Essa relação de amor e cumplicidade com Campina  Grande foi cultivada em mim, desde cedo, por meu pai, o poeta Ronaldo Cunha Lima”, revelou em entrevista na manhã deste sábado, antes de iniciar uma série de gravações para o guia.  “Mas amar Campina é algo tão natural que o sentimento fica impregnado na alma da gente”.

Para Cássio, a segunda cidade mais importante do Estado e uma das mais destacáveis do interior do Nordeste, mantém a aura de inovadora, ousada e trabalhadora, qualidades que fizeram Campina Grande virar referência mundial na área de tecnologia e um celeiro de pessoas capacitadas em todas as áreas.
 
Na avaliação de Cássio, não era à toa que Ronaldo chamava Campina Grande como “porto seguro” em sua vida marcada por tantas vitórias. “Só temos muito a agradecer à esta cidade amada que nunca nos faltou e que sempre merecerá de nossa parte o máximo de dedicação, compromisso, prioridade e respeito”, concluiu.

Ascom

Tags:
DIÁRIO ESPORTIVO

VÍDEO: Na TV, dirigentes do Atlético de Cajazeiras explicam contratações fechadas e outras que ‘melaram’

NOVAS CRÍTICAS

VÍDEO: Para líder católico de Cajazeiras, o Nordeste será “um recanto esquecido” por Bolsonaro

CLIMA DE EMOÇÃO

VÍDEO: Amigos e familiares destacam o legado de Dr. Toinho durante velório do advogado em Cajazeiras

ECONOMIA

VÍDEO: Com fila zerada, Bolsa Família injeta quase R$ 2 milhões por mês em Cajazeiras, diz coordenador