header top bar

section content

Vituriano denuncia Governo e diz que pacientes fazem rifas para conseguir cirurgias de urgência

De acordo com o parlamentar, o único médico que faz a cirurgia em larga escala é Leo Abreu, filho do deputado, que foi colocado de férias para impedir que ele faça seu trabalho

Por

22/08/2014 às 16h00

Vituriano de Abreu faz denúncia

Familiares e amigos estão sendo obrigados a fazer rifas e pedir ajuda de casa em casa para poder transferir pacientes de ortopedia e traumatologia de Cajazeiras que estão há mais de 40 dias esperando para fazer uma cirurgia no Hospital Regional. A constatação foi feita pelo deputado estadual Vituriano de Abreu (PSC) que denunciou o fato da tribuna da Assembleia Legislativa.

De acordo com o parlamentar, o único médico que faz a cirurgia em larga escala é Leo Abreu, filho do deputado, que foi colocado de férias por um mês para impedir que ele faça o seu trabalho de salvar vidas e reduzir o sofrimento dos acidentados. “Eles colocaram meu filho de férias para impedir que um possível paciente viesse a votar em mim. Isso é um absurdo, pois as pessoas estão indo em nossa casa em busca de socorro e nada podemos fazer, pois a direção do hospital impede que qualquer médico de fora, ou que esteja de férias, faça qualquer tipo de procedimento hospitalar”, criticou o deputado.

“É um absurdo imaginar que um médico profissional como o meu filho iria exercer o seu trabalho em troca de um voto. O problema que estamos vivendo é muito grave. Esse governo está atuando com uma equipe paramédica, passando por cima de profissionais médicos, o que não é condizente com o grave quadro em que se encontra a saúde paraibana”, destacou o parlamentar.

Ainda segundo o deputado Vituriano de Abreu, as cirurgias mais necessárias como as expostas, as de traumatologia, as de próstata e tantas outras estão sendo bancadas por particulares que estão mendigando o apoio da sociedade para evitar que seus entes queridos não venham a óbito. “Toda hora nós vemos as pessoas vendendo rifas de motos, de bicicletas, de animas e de outros objetos para poder bancar uma cirurgia particular, uma vez que o Estado não está cumprindo cm a sua obrigação que é a de garantir a saúde e o bem estar da população”, revolta-se o deputado.

“O governo fica de costas e ainda  apresenta estatísticas totalmente mentirosas, fazendo de conta que está tudo bem e ainda leva para os debates com os outros candidatos com números sem nenhum fundamento”, lembrou Vituriano. Finalizando o deputado denunciou que o secretário de Saúde do Estado, Waldson de Sousa, vive maquiando números para que a sociedade não saiba o real valor de quanto está sendo gasto com a saúde na Paraíba. “Esse governo mente, mente e mente. Transforma a mentira em documentos e depois quer que toda a Paraíba ainda vote de novo nele. Ninguém está doido para votar em um governo que só trouxe atraso para o nosso estado”.

Assessoria

Tags:

Recomendado para você pelo google

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Após fazerem as ‘pazes’, Jeová e Júnior vão dividir cargos na saúde com Estela, diz comentarista

ECOTROTE

VÍDEO/FOTOS: Trote diferente da Faculdade Santa Maria conscientiza novatos a cuidarem do meio ambiente

QUE VENHA MAIS!

VÍDEO! Sousa registrou maior chuva da Paraíba em 2019 e açude São Gonçalo aumenta 61 centímetros

SONHO REALIZADO

VÍDEO/FOTOS: Prefeitura de Cajazeiras realiza sorteio de 300 apartamentos e evento é marcado pela emoção