header top bar

section content

Jornalista de 27 anos morre vítima de bala perdida

Nas redes sociais, familiares e amigos deixaram homenagens ao jovem conhecido pela alegria e amor a profissão.

Por Luzia de Sousa

18/09/2018 às 08h11

Um jornalista foi morto vítima de bala perdida, na noite deste domingo, em Guadalupe, na Zona Norte do Rio. De acordo com familiares, Daniel Lucas Gomes Delfino, de 27 anos, voltava para casa após um chá de bebê quando foi atingido por uma disparo na barriga na Rua Francisco Portela.

Daniel trabalhou na Folha Dirigida, BandNews FM e TV Bandeirantes. Atualmente, ele trabalhava como analista de conteúdo em uma empresa de comunicação. Nas redes sociais, familiares e amigos deixaram homenagens ao jovem conhecido pela alegria e amor a profissão. “Nunca vi ele triste ou sisudo. Estava sempre animado ou animando a todos. Passava uma energia muito boa nos ambientes que passava”, disse um amigo.

“Ele era um cara que, podia acontecer o que acontecesse, estava sempre com um sorriso no rosto, com alegria. Não tinha dia ruim. Era contagiante. Uma tragédia”, lamentou outro.

“Um menino bom de grande coração, inteligente, esforçado e com tantas qualidades boas. Vai fazer muita falta, meu lindo. Meu irmão emprestado, uma dor imensa”, escreveu mais uma.

Daniel tinha amor à profissão – Reprodução do Facebook

Nesta manhã, o irmão de Daniel, o supervisor André Delfino esteve no Instituto Médico Legal (IML), no Centro do Rio, para liberar o corpo do jornalista. O jovem será enterrado nesta terça-feira, às 15h30, no Cemitério Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte.

Segundo informações do 41ºBPM (Irajá), o batalhão foi acionado para verificar ocorrência em uma rua do bairro de Guadalupe, nas proximidades da Avenida Brasil. O jovem não resistiu e morreu no local. Ainda segundo a corporação, não houve operação ou ocorrência envolvendo policiais militares na localidade.

De acordo com a Delegacia de Homicídios (DH), foi instaurado um inquérito para apurar as circunstâncias e autoria do crime. A perícia foi realizada e diligências estão em andamento.

Em nota, o Sindicato dos Jornalistas do Rio lamentou a morte e disse que o jornalista foi “morto covardemente pela violência sem fim que assola esta cidade, este país”, e completou dizendo que “mais um jovem inocente que se vai. Mais um futuro colega que poderia se juntar aos seus pares para defender esta carreira, a profissão de jornalista, e brigar pelos nossos direitos”.

Tags:
ASSISTA!

Imagens de câmeras de segurança mostram assalto a comerciante em frente a banco na cidade de Patos

LAMENTÁVEL

Por causa de dívida de drogas do filho, Sertaneja é morta a tiros dentro de casa no Distrito Federal

VÍDEO

Músico dá show no Acústico Diário e anuncia novo CD de trabalho; ele contou sobre o início da carreira

57 ANOS

VÍDEO: Prefeito prepara obras para serem entregues no dia da cidade em Santa Helena e convida população