header top bar

section content

Jovem de 21 anos é estuprada por caminhoneiro durante 13 dias em carona do Paraná para o Nordeste

O suspeito era conhecido da família da jovem e foi preso nesta quinta-feira (27).

Por G1

29/12/2018 às 07h49

Mulher é estuprada por caminhoneiro durante 13 dias

Uma mulher de 21 anos foi socorrida por policiais do município de Horizonte, Região Metropolitana de Fortaleza, após ser estuprada por um caminhoneiro durante 13 dias seguidos, em carona do Paraná ao Ceará. O suspeito era conhecido da família da jovem e foi preso nesta quinta-feira (27).

De acordo com a Secretaria da Segurança e Defesa Social (SSPDS), a mulher relatou que as agressões iniciaram no dia 14 de dezembro e aconteciam nas paradas que o motorista fazia nas rodovias. O homem mantinha a vítima dentro da cabine do caminhão enquanto a violentava sexualmente e a ameaçava de morte.

A jovem conseguiu fugir durante uma distração do suspeito e pediu ajuda a moradores, que acionaram os policiais militares e conduziram a mulher até o plantão da Delegacia Metropolitana de Horizonte. O caminhoneiro foi encontrado em um posto de combustível do município.

Ainda conforme a SSPDS, o caminhoneiro foi autuado pelos crimes de estupro e sequestro com fins libidinosos. Vítima e agressor foram encaminhados para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) onde passaram por exames periciais.

A Delegacia Metropolitana de Horizonte segue com as investigações sobre o caso.

Fonte: G1 - https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2018/12/28/mulher-e-estuprada-por-caminhoneiro-durante-13-dias-em-carona-do-parana-ao-ceara.ghtml

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo traz resumo da 2ª rodada do Paraibano e detalhes da nova contratação do Atlético

COM CHICO CARDOSO

VÍDEO: ‘Briga’ entre Zé Aldemir e Airton, e Tyrone com os Gadelhas são os destaques do Direto ao Ponto

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Advogadas tiram dúvidas sobre Previdência Social e criticam atendimento no INSS de Cajazeiras

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Júnior e Jeová começam a ganhar cargos em Cajazeiras e “sinal vermelho foi ligado”, diz colunista