header top bar

section content

Casos de feminicídio são 60% dos assassinatos de mulheres em maio de 2019, na Paraíba

Foram registrados dez homicídios de mulheres em maio na Paraíba. Desse total, seis casos são investigados como feminicídio.

Por Dani Fechine

16/06/2019 às 06h59 • atualizado em 15/06/2019 às 19h07

Maria de Fátima, 28 anos, foi morta em São Mamede, região de Patos

O casos de mortes de mulheres que estão sendo investigados como feminicídio representam 60% do número de homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte na morte de uma mulher, apenas no mês de maio de 2019. De acordo com a Secretaria de Segurança e Defesa Social da Paraíba, foram registrados dez homicídios de mulheres em maio. Desse total, seis casos são investigados como feminicídio.

Apesar do número de feminicídios ser o mesmo do que foi registrado em abril, no mês anterior o aumento foi exponencial. O número aumentou 50% em abril, com relação à soma dos casos do primeiro trimestre de 2019, na Paraíba. Das nove mortes de mulheres no mês de abril, seis estão sendo investigadas como feminicídio.

Um dos casos que marcaram o mês de maio foi Maria de Fátima da Silva Torres, de 28 anos. O corpo dela foi encontrado no meio da rodovia PB-251, no município de São Mamede, região de Patos, no dia 9 de maio. O corpo da vítima estava com três marcas de tiros. Ela estava separado do companheiro há uma semana e o homem tentava reatar o relacionamento, mas a vítima não aceitava. No dia 11, o companheiro da vítima de entregou à polícia como principal suspeito do crime.

Feminicídios nos outros meses de 2019

Em janeiro, das quatro mulheres assassinadas, duas foram feminicídio. Em fevereiro, o número caiu 25%, quando três mulheres foram mortas. Duas delas, especificamente, por homicídio doloso. O outro caso é tratado pela Polícia Civil como feminicídio. Em março, o número e a proporção do feminicídio permaneceu o mesmo de fevereiro.

Os casos ainda estão sob investigação, mas o investigado até o momento sobre o crime leva a um dado preliminar de feminicídio. A lei nº 13.104, sancionada em 2015 pela ex-presidenta Dilma Rousseff, inclui o feminicídio no rol dos crimes hediondos. É feminicídio o homicídio contra a mulher por razões da condição de sexo feminino, isto é, quando envolve violência doméstica e familiar, menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

Fonte: Dani Fechine - https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2019/06/15/casos-de-feminicidio-sao-60percent-dos-assassinatos-de-mulheres-em-maio-de-2019-na-paraiba.ghtml

PREOCUPAÇÃO

VÍDEO: Cajazeiras bate recorde de casos de Covid-19 em 24h e secretária fala em adotar novas estratégias

GALGANDO DEGRAUS

VÍDEO: Após atuar na CBF, advogado sousense é nomeado para o Superior Tribunal de Justiça Desportiva

ELEIÇÕES EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Colunista diz que governador João Azevêdo terá que optar por Denise ou Marquinhos em Cajazeiras

EM AGOSTO

VÍDEO: Presidente da Câmara de Cajazeiras diz que fará concurso ainda neste ano se a pandemia permitir

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!