header top bar

section content

Sem arroz do carnaval, vereador bate boca com Carlos Antônio e tacha empresário de caloteiro

O vereador Jucinério Félix usou a Rede Social WhastsApp nesta quarta-feira (06), para cobrar a distribuição do alimento

Por

06/01/2016 às 18h07

A questão da não distribuição do arroz arrecadado na Terra do Padre Rolim no carnaval do ano passado ainda anda gerando ‘confusão’. O arroz seria distribuído em dezembro de 2015, mas como não aconteceu, o vereador Jucinério Félix usou a Rede Social WhastsApp nesta quarta-feira (06), para cobrar a distribuição do alimento, que segundo ele, foi um compromisso firmado no Ministério Público e o vice-prefeito Júnior Araújo (PTB), antes da realização do Carnaval. “Era um evento beneficente”.

Na época, a assessoria informou que o evento recebeu mais de 500 mil pessoas, e como cada pessoa teria que trocar dois quilos de arroz, de uma determinada marca, por um ingresso, significa que os organizadores arrecadaram mais de mil toneladas do alimento.

Você pode gostar: 

? Instituições de caridade de Cajazeiras devem receber mais de mil toneladas de arroz do "Carnaval da Solidariedade"

Cancelado: Carnaval de Cajazeiras é alvo de crítica dos artistas; “Irresponsáveis” Veja!  

O vereador também cobrou uma iniciativa do ex-prefeito Carlos Antonio (DEM), no sentido interceder junto ao empresário já que são aliados políticos, mas o ex-gestor tratou de descartar: “Não sou porta voz de ninguém”.

Carlos Antonio reiterou que a prefeitura não disponibilizou recursos para o carnaval e não tem nenhuma responsabilidade com o caso.

“Qual a responsabilidade da prefeitura com arroz? A prefeitura não tem responsabilidade sobre a atividae de qualquer empresa”, respondeu o ex-prefeito.

Jucinério retrucou e acusou o empresário realizador do evento de caloteiro e insinuou que a gestão da prefeita Denise Albuquerque seria conivente com a suposta rasteira dada no povo de Cajazeiras. “A atual gestão não quer dá calote em empresários aliados, mas não se constrange nem um pouco em ter enganado toda uma cidade na enganação que foi o arroz do ano passado”.

Ele ainda usou o slogan da campanha para alfinetar Carlos Antonio: “Pelo amor e pela paixão realize o carnaval para o povo”.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

SERVOS DE DEUS

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre a filiação divina e o exercício da mediunidade

SUCESSO

VÍDEO: Programa Acústico Diário recebe o cantor cajazeirense Fabinho Mendes com os sucessos do momento

VÍDEO

Corpo jovem desaparecida é encontrado em avançado estado de decomposição; amiga fala da relação com o ex

AO VIVO

ESPECIAL: Sessão da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba em Cajazeiras – 156 anos