header top bar

section content

Secretário de Sousa é eleito membro da Comissão de Intergestores Bipartite da Paraíba

A CIB é um colegiado onde Estado e municípios analisam sobre todos os projetos e políticas que envolvem a assistência social no Estado.

Por

03/11/2015 às 17h37

O Secretário de Assistência Social do município de Sousa, Lafayette Gadelha, foi eleito membro titular da Comissão de Intergestores Bipartite-CIB da Paraíba, responsável por deliberações na Área da Assistência Social do Estado da Paraíba.

A CIB é um colegiado onde Estado e municípios analisam sobre todos os projetos e políticas que envolvem a assistência social no Estado.

Lafayette, fará parte dos 7 membros da Comissão  que representam os 223 municípios da Paraíba. Os seus membros devem representar os interesses e as necessidades coletivas referentes à Política de Assistência Social de um conjunto de municípios ou de todos os municípios.

Para operacionalização da gestão da Política de Assistência Social, a CIB segue o que preceitua a Lei Orgânica da Assistência Social- LOAS, promulgada em 1993, e a Norma Operacional Básica da Assistência Social- NOB/SUAS.

A Comissão é uma instancia com particularidades diferenciadas dos conselhos e não substitui o papel do gestor. Cabe a essa um lugar importante para pactuar procedimentos de gestão a fim de qualificá-la para alcançar o objetivo de oferecer ou de referenciar serviços de qualidade ao usuário (NOB-SUAS).

O secretário estava em João Pessoa, participando da 3º Conferência Estadual da Juventude, onde foi eleito como delegado  na Conferência Territorial das Juventudes Rurais do Vale do Piranhas.

Do Decom

Tags:
FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo traz resumo da 2ª rodada do Paraibano e detalhes da nova contratação do Atlético

COM CHICO CARDOSO

VÍDEO: ‘Briga’ entre Zé Aldemir e Airton, e Tyrone com os Gadelhas são os destaques do Direto ao Ponto

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Advogadas tiram dúvidas sobre Previdência Social e criticam atendimento no INSS de Cajazeiras

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Júnior e Jeová começam a ganhar cargos em Cajazeiras e “sinal vermelho foi ligado”, diz colunista