header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Ricardo comenta greve no transporte escolar em CZ e manda recado para servidores: “Não admito”

Ricardo tranquilizou a população, adiantando que não vai voltar a acontecer. “Chegou no meu limite! Não admito atraso". Ouça!

Por

07/08/2015 às 17h31

Governador da Paraíba, Ricardo Coutinho fala sobre Cajazeiras em entrevista

O Governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) mandou um duro recado aos servidores da rede estadual de Educação em Cajazeiras nesta sexta-feira (07) relacionado à polêmica da falta de pagamento dos motoristas de transporte escolar. O socialista disse que vai tomar providências rígidas acerca do episódio. 

Ricardo disse que, o caso está sendo apurado para descobrir de quem é a culpa do atraso e tranquilizou a população, adiantando que não vai voltar a acontecer. “Chegou no meu limite! Não admito atraso, nem quebra de transporte que prejudique as crianças. Vai ser a última vez que isso acontece. Recado dado e muito claro”, disse.

Aeroporto
Ricardo Coutinho respondeu pergunta sobre a homologação do tão sonhado Aeroporto de Cajazeiras, mas, não garantiu nada. O Governador informou que continua em busca da homologação, entretanto, achou melhor não prometer uma data certa.

?

Obras
O Governador Ricardo disse que vem até Cajazeiras no mês de Agosto para celebrar o aniversário da cidade e entregar pronta a obra da Estrada do Amor. O socialista prometeu para o final de outubro a entrega do projeto Cidade Madura e disse que a Escola Técnica só estará pronta no final do ano.

Ouça áudio da rádio Arapuan

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
ASSISTA

VÍDEO: ‘Mensagem de Esperança’ debate o mundo e o mal, sexo e outros temas

PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores

PLANOS E METAS

VÍDEO: Cantor explica como pretende administrar o Atlético e declara que o problema do clube é político

CAMPEONATO PARAIBANO 2019

VÍDEO: Após vistoria técnica, representantes da CBF elogiam o estádio Perpetão: “É um dos melhores”