header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Advogada fala da PM, Direitos Humanos e afirma ser contra pena de morte: ‘É bárbaro’

Segundo a advogada, os Direitos Humanos tem como princípio básico os costumes.

Por

15/12/2014 às 17h44

Advogada na TV Diário do Sertão. Veja!

A advogada Catharine Rolim, da cidade de Cajazeiras participou essa semana de entrevista na TV Diário do Sertão e falou sobre Direitos Humanos. “Não são leis positivadas. O maior documento que temos é a Declaração dos Direitos Humanos”.

Segundo a advogada, os Direitos Humanos tem como princípio básico os costumes. “Não tem restrição de cor, raça ou condição social”.

Ao falar da ação policial militar, Chatarine afirmou que é difícil manter a ordem sem usar da força, mas defendeu que não haja tortura. “A Polícia Militar tem a natureza ostensiva”.

Menor
Ela não defendeu a redução da maioridade penal e justificou: “Não adianta querer maquiar a realidade. Os adolescentes que estão em conflitos com a lei vão além da punição é uma questão de educação”.

Pena de Morte
A advogada se posicionou contra a pena de morte, pois disse acreditar que pessoas inocentes são assassinadas. “Pessoas são mortas mesmo sendo inocentes. É muito bárbaro. Acredito na recuperação”.

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça

CLUBE VIVE IMPASSE

VÍDEO – Representante do Atlético em reunião da FPF apresenta fórmula para participar do Paraibano 2019

VÍTIMA DA DIABETES

VÍDEO: Ameaçada de perder o segundo pé, idosa de Cajazeiras pede ajuda para adquirir sandália especial

ASSISTA

VÍDEO: ‘Mensagem de Esperança’ debate o mundo e o mal, sexo e outros temas