header top bar

section content

Ex-vereador da região de Sousa condena preconceito, diz que “Forró de Plástico” não é música e diz: “Posso ser prefeito desta cidade”

O secretário deu zero ao preconceito e discriminação cultural. “Nós Nordestinos sofremos preconceitos injustamente". Desabafou

Por

30/04/2014 às 14h56

Laércio Filho foi o entrevistado do Frente a Frente da TV Diário do Sertão

O entrevistado do Frente a Frente da TV Diário do Sertão foi o secretário de Cultura da cidade e ex-vereador de Aparecida, Laércio Filho. Natural de Pombal, ele falou da sua vida pessoal e trajetória política.

O secretário fez também um resumo dos trabalhos culturais desenvolvidos no município de Aparecida, inclusive livros, filmes e outras produções artísticas. O cenário das produções é Acauã, onde foram gravadas algumas cenas do longa metragem “O sonho de Inacim”, que fala da História de Cajazeiras.

Notas
O ex-vereador deu nota 10 aos seus pais. “Duas pessoas não poderiam ser mais dignos. Meu pai foi muito sincero”.

Laércio deu 10 ao “Vale Cultura”, que é um projeto do Governo Federal. “Todo projeto que venha trazer incentivos vale nota 10”.

Ele deu 10 aos seus dois filhos. “São meus tesouros. Meus verdadeiros presentes. Aprendo com eles todos os dias”.

Zeros
Ele deu nota zero para política que interfere na cultura. “Muitos projetos deixaram de ser realizados por conta dessa interferência”.

O secretário deu zero a falta de incentivo a cultura em todo Brasil. “Os municípios serão obrigados a criar sistemas de cultura, mas é necessário que seja de fato, que é uma criação de valores”.

Laércio deu zero a imprensa que não tem liberdade de expressão. “Não temos como aceitar que a imprensa fale somente aquilo que interessa ao dono da empresa”.

O ex-vereador deu zero as críticas à administração municipal de Aparecida “A administração tem trabalhado muito, tem se aproximado cada vez mais da população”.

O sertanejo deu zero ao “Forró de Plástico” e justificou: “Não poderia ser diferente, é zero. Não considero forró. O forró é estilo de Luiz Gonzaga, Emiliano Pordeus, Clã Brasil, entre outros. Esse Forró de Plástico é uma falta de respeito”.

O secretário deu zero ao preconceito e discriminação cultural. “Nós Nordestinos sofremos preconceitos injustamente, pois somos ricos culturalmente. Não é mais admissível não entender a cultura de um povo”.

O entrevistado ainda deu zero a ele mesmo como prefeito de Aparecida em 2016 e argumentou: “Amo a cidade, gosto de política e seria uma grande honra administrar Aparecida, mas ainda não é momento para alçar este voo”.

Veja o programa completo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
ENTREVISTA ESPECIAL

DIA DO MÉDICO: Um dos médicos mais respeitados de Cajazeiras relata fatos marcantes do seu ‘sacerdócio’

RESULTADOS MARCANTES

VÍDEO: Na capital, jornalista cajazeirense avalia vitória de Azevêdo e derrota de Cássio: “Foi um marco”

ACONTECE EM NOVEMBRO

VÍDEO: Secretária da Prefeitura e gerente do Sebrae dão detalhes sobre a feira Expo Negócios Cajazeiras

EPISÓDIO 5

VÍDEO: Programa Coisas de Cajazeiras especial reverencia os mestres na arte de educar: os professores