header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Globo repercute caso de político e denuncia ex-secretário que recebia por atendimentos ¨fantasmas¨

Uma médica teria feito 2007 consultas em apenas um mês, no ano de 2010, além de centenas de encefalogramas.

Por

17/09/2013 às 19h05

A TV Paraíba, afiliada da Rede Globo no Estado voltou a denunciar nesta terça-feira (17), o médico e atual presidente da Câmara Municipal de Sousa, Eduardo Medeiros (PTB). O político é alvo de investigação do Ministério Público Federal (MPF) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE), por acúmulo ilegal de cargos. Ele tem cinco vínculos empregatícios.

A filha do médico, Sonally Medeiros também está sendo investigada, pois acumula vários cargos e pede auxílio do irmão que também é médico para cumprir plantões.

O vereador confirmou a denúncia da filha e disse: “Meu filho que também é médico cobre os intervalos de Sonally quando ela vai para outra cidade”

O MPF também está investigando denúncias de uma empresa prestadora de serviços, que teria fraudado o Sistema único de Saúde (SUS), cobrando por procedimentos médicos e atendimentos que não foram realizados.

A empresa Hope Medical LTDA foi criada em novembro de 2009, e em menos de um mês começou a prestar serviços na cidade de Sousa com atendimento em várias especialidades.

O endereço da empresa era o da clínica particular do médico e ex-secretário de Saúde, Gilberto Sarmento. 

O MPF recebeu várias denúncias e está investigando o caso. Uma delas é sobre o preenchimento das fichas. Dezenas delas estão quase em branco, mas todas estão com assinaturas de pacientes

Depoimento
Uma mulher atendida pela empresa, que não quis se identificar disse que todos os pacientes eram obrigados a assinar três vias para realizar uma simples consulta. “Eu fui para uma consulta com o endocrinologista e chegando lá me mandaram assinar três fichas”

Provas
Nos relatórios de produção da Hope Medical, uma médica neurologista teria feito 2007 consultas em apenas um mês, no ano de 2010, além de centenas de encefalogramas nos meses seguintes.

De acordo com a empresa, a médica teria recebido mais de R$ 79 mil em 2010. Já na declaração de renda mostra apenas R$ 40 mil. 

“Como posso provar pelo imposto de renda eu recebi uma quantia bem inferior a esta. Isto não procede”. Justificou a médica

Mais 
O médico José Aldo Simões e Silva é o caso que mais chamou a atenção, pois o profissional de saúde atendia em quatro especialidades, mesmo sem ter nenhuma delas, segundo o Conselho Regional de Medicina (CRM). Ele realizou centenas de atendimentos pela empresa denunciada.

O médico não trabalha mais na cidade, pois está trabalhando em Araruna e desempenha as funções em duas especialidades, e em uma outra na cidade de João Pessoa.

TCE
De acordo com o Sagres do TCE, a empresa recebeu da prefeitura de Sousa entre 2010 e 2012 quase R$ 5 milhões.

Tudo legal
O ex-secretário disse desconhecer qualquer irregularidade na empresa. “Eu acho estranha essas irregularidades”
 
O médico Aldo Simões disse que não há irregularidades na prestação de serviços. “Essa produção era feita e auditada pela Secretária de Saúde do Município”

Denúncias
O suplente de vereador e blogueiro, Fernando Perissé foi o responsável pela maioria das denúncias de irregularidades. “Recebi ameaças até de morte”

Veja também: Político é investigado por acúmulo ilegal de cargos em Santa Helena e Sousa

Veja vídeo da TV Paraíba!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores

PLANOS E METAS

VÍDEO: Cantor explica como pretende administrar o Atlético e declara que o problema do clube é político

CAMPEONATO PARAIBANO 2019

VÍDEO: Após vistoria técnica, representantes da CBF elogiam o estádio Perpetão: “É um dos melhores”

A ARTE DO CORPO

VÍDEO: Bailarino que dá aula de dança em Cajazeiras fala da sua trajetória e de projetos para a cidade