header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Vereador de CZ cria projeto de lei para proibir colagem de cartazes em locais públicos. Vídeo

Segundo ele, é um absurdo o excesso de colagens de panfletos e cartazes em muros de órgãos públicos e prédios históricos.

Por

30/08/2013 às 17h33

O vereador Alysson Lira (Neguim do Mondrian) disse nesta sexta-feira (30) que está entrando com um projeto de lei na Câmara Municipal, visando diminuir a poluição visual em Cajazeiras. Segundo ele, é um absurdo o excesso de colagens de panfletos e cartazes em muros de órgãos públicos e prédios históricos.

“Não dá mais pra visualizar a cor das paredes em vários prédios, como no caso dos quiosques do Leblon”, disse Neguim.

O que o vereador vai propor é que seja proibido fazer colagem de cartazes, panfletos, adesivos ou qualquer material publicitário em estabelecimentos públicos. “Quem quiser colocar sua propaganda de festa, faça em uma parede particular. Essa regra se aplica a mim também que sou proprietário de uma choperia na cidade, mas já proibi que sejam colados cartazes em estabelecimentos públicos, somente se for em parede particular”, disse.

Neguim falou inclusive de uma quadra de esporte localizada no Leblon, as margens do Açude Grande onde, ao invés do nome “esporte”, existe uma propaganda de bebida.

“Percebendo essa falha, vou colocar o projeto e com certeza os colegas vereadores vão votar a favor. Não podemos continuar permitindo que os prédios da cidade fiquem tomados por propagadas”, disse o vereador.

Veja fotos na galeria. Clique e aumente a imagem!

Veja Vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
BLACK FIADO

VÍDEO: Conheça a versão mais popular da Black Friday que agita o comércio de Cajazeiras durante 30 dias

DESTAQUES DA SEMANA

VÍDEO: Repercussão da entrevista de José Aldemir encabeça as polêmicas do Direto ao Ponto desta terça

PROGRAMA DE MÚSICA

VÍDEO: Confira as novidades que vêm aí na nova temporada do Acústico Diário com cantor cajazeirense

VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça