header top bar

section content

Vereador de Cajazeiras pede fiscalização e propõe multa para quem desperdiça água

Adriano disse que vai convocar órgãos responsáveis para que seja montado um programa de fiscalização

Por

27/08/2015 às 17h25

O vereador Adriano Rodrigues (Adriano da Vila Nova – PDT) falou nesta quinta-feira (27) para a TV Diário do Sertão sobre um requerimento que propôs para que seja realizada uma sessão especial na Câmara de Cajazeiras com o intuito de discutir o abastecimento de água no município.

Adriano disse que vai convocar órgãos responsáveis para que seja montado um programa de fiscalização que veja a questão da água potável que é usada em construções civis e também do desperdício em residências quando a água é utilizada com fins supérfluos como lavar portões e calçadas.

“Queremos que sejam aplicadas multas nessas pessoas e também vamos sugerir soluções como perfuração de poços no centro da cidade e utilização da água do Açude Grande em construções”, explicou.

Leia também: ANA e AESA visitam Boqueirão e órgãos vão ditar novas regras de racionamento para CZ

Visita ao Boqueirão
O vereador Adriano lamentou o fato de apenas um vereador ter ido participar da visita da ANA (Agência Nacional das Águas) e Aesa (Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba) ao Açude Engenheiro Ávidos. “Eu não fui avisado”, disse.

Conforme Adriano, durante a visita foi tomada a decisão de que não se pode mais levar água do Boqueirão para outras comunidades através de carro-pipa. “Isso piora a situação da zona rural que clama por água”, disse.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

VÍDEO: Psicologia no Ar recebe diretores e psicóloga de organização que promove cidadania em Cajazeiras

NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras