header top bar

section content

Sindicato denuncia Samu por assédio moral, falta de profissionais e condições de trabalho

A denúncia relata também que na unidade do SAMU local faltam profissionais, os equipamentos são escassos e as condições de trabalho são precárias.

Por

16/07/2015 às 17h56

Denúncia foi feita pelo SINFUMC para o Ministério Público

O Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras (SINFUMC) encaminharam esta semana uma denúncia ao Ministério Público relatando o pedido de 13 demissões de servidores do SAMU por assédio moral.

A denúncia relata também que na unidade do SAMU local faltam profissionais, os equipamentos são escassos e as condições de trabalho são precárias. 

Conforme a denúncia do SINFUMC, as informações chegaram ao sindicato por meio de servidores da saúde. O documento foi encaminhado ao promotor de Justiça da 4ª Vara da Comarca de Cajazeiras, Pedro Henrique.

Outro lado
Procurada pela reportagem do Diário do Sertão, a advogada do Samu, Catharine Rolim disse que a unidade não foi notificada e, portanto, não vai se pronunciar oficialmente. Entretanto, a advogada disse que está disponível para fazer os devidos esclarecimentos.

Veja o documento

DIÁRIO DO SERTÃO com blogdoAdjamilton

Tags:

Recomendado para você pelo google

PREFEITO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Durante implantação da Zona Azul, José Aldemir agradece aos comerciantes e provoca a oposição

NESTE DIA 21

VÍDEO: 7ª Conferência Municipal de Saúde discute com o povo avanços e necessidades do SUS em Cajazeiras

FÉ NO SANTO

VÍDEO: No dia de São José, católicos agradecem pelas chuvas na região de Cajazeiras; previsão é otimista

DIAS 30 E 31 DE MARÇO

VÍDEO: Comédia “Escolinha Profana”, dos criadores do “Pastoril Profano”, se apresentará em Cajazeiras