header top bar

section content

Sindicato denuncia Samu por assédio moral, falta de profissionais e condições de trabalho

A denúncia relata também que na unidade do SAMU local faltam profissionais, os equipamentos são escassos e as condições de trabalho são precárias.

Por

16/07/2015 às 17h56

Denúncia foi feita pelo SINFUMC para o Ministério Público

O Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras (SINFUMC) encaminharam esta semana uma denúncia ao Ministério Público relatando o pedido de 13 demissões de servidores do SAMU por assédio moral.

A denúncia relata também que na unidade do SAMU local faltam profissionais, os equipamentos são escassos e as condições de trabalho são precárias. 

Conforme a denúncia do SINFUMC, as informações chegaram ao sindicato por meio de servidores da saúde. O documento foi encaminhado ao promotor de Justiça da 4ª Vara da Comarca de Cajazeiras, Pedro Henrique.

Outro lado
Procurada pela reportagem do Diário do Sertão, a advogada do Samu, Catharine Rolim disse que a unidade não foi notificada e, portanto, não vai se pronunciar oficialmente. Entretanto, a advogada disse que está disponível para fazer os devidos esclarecimentos.

Veja o documento

DIÁRIO DO SERTÃO com blogdoAdjamilton

Tags:
FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo traz resumo da 2ª rodada do Paraibano e detalhes da nova contratação do Atlético

COM CHICO CARDOSO

VÍDEO: ‘Briga’ entre Zé Aldemir e Airton, e Tyrone com os Gadelhas são os destaques do Direto ao Ponto

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Advogadas tiram dúvidas sobre Previdência Social e criticam atendimento no INSS de Cajazeiras

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Júnior e Jeová começam a ganhar cargos em Cajazeiras e “sinal vermelho foi ligado”, diz colunista