header top bar

section content

Sindicato denuncia Samu por assédio moral, falta de profissionais e condições de trabalho

A denúncia relata também que na unidade do SAMU local faltam profissionais, os equipamentos são escassos e as condições de trabalho são precárias.

Por

16/07/2015 às 17h56

Denúncia foi feita pelo SINFUMC para o Ministério Público

O Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras (SINFUMC) encaminharam esta semana uma denúncia ao Ministério Público relatando o pedido de 13 demissões de servidores do SAMU por assédio moral.

A denúncia relata também que na unidade do SAMU local faltam profissionais, os equipamentos são escassos e as condições de trabalho são precárias. 

Conforme a denúncia do SINFUMC, as informações chegaram ao sindicato por meio de servidores da saúde. O documento foi encaminhado ao promotor de Justiça da 4ª Vara da Comarca de Cajazeiras, Pedro Henrique.

Outro lado
Procurada pela reportagem do Diário do Sertão, a advogada do Samu, Catharine Rolim disse que a unidade não foi notificada e, portanto, não vai se pronunciar oficialmente. Entretanto, a advogada disse que está disponível para fazer os devidos esclarecimentos.

Veja o documento

DIÁRIO DO SERTÃO com blogdoAdjamilton

Tags:
NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras

SHOW AO VIVO

VÍDEO: Banda da cidade de Baixio, no Ceará, agita o programa Balanço Diário com sucessos do forró