header top bar

section content

Padre de Cajazeiras critica Conselho Tutelar e diz que instituição familiar está “aleijada”

Para Francivaldo, a questão da redução da maioridade penal não consiste na idade, mas sim, em fazer valer o dispositivo legal.

Por

12/06/2015 às 15h59

O padre de Cajazeiras, Francivaldo Albuquerque em sua coluna Direto ao Ponto para a TV Diário do Sertão nesta sexta-feira (12) disse que, a família brasileira está “aleijada”. Comentando sobre a redução da maioridade penal, o padre falou que lugar de criança é com a família e na escola, entretanto, considerou as duas instituições incapazes.

Veja também: 

?Veja: Bispo de Cajazeiras condena redução da maioridade penal: “Medida deplorável”

Segundo o padre, os órgãos responsáveis por cuidar das crianças no país, inclusive os Conselhos Tutelares, não conseguem cumprir a política legal do menor de idade. Para Francivaldo, a questão da redução da maioridade penal não consiste na idade, mas sim, em fazer valer o dispositivo legal.

“Em que mudaria mudar a maioridade penal? Muda muito pouco”, afirmou o padre dizendo que, a partir dos oito anos de idade, a criança já usa da razão nas suas ações.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

DIAS 30 E 31 DE MARÇO

VÍDEO: Comédia “Escolinha Profana”, dos criadores do “Pastoril Profano”, se apresentará em Cajazeiras

ÚLTIMOS PROCEDIMENTOS

VÍDEO: Cemitério da Zona Norte de Cajazeiras deverá ser construído ainda neste ano, afirma secretária

DE OLHO NO TURISMO

VÍDEO: Prefeito de Monte Horebe revela que está planejando festival de inverno com uma semana de eventos

FALECEU NESTE DOMINGO

VÍDEO: Sepultamento do advogado Júnior Bento é marcado por homenagens emocionantes da família e amigos