header top bar

section content

Secretária de Saúde de Sousa participa do Seminário para Qualificação do SUS

O seminário foi pensado com o objetivo de capacitar os gestores da saúde pública para que sejam garantidas ações de um SUS acessível, integral e com mais qualidade.

Por

27/08/2014 às 15h20

Seminário para Qualificação do SUS

A Secretária de Saúde Noêmia Rachel e equipe técnica participam do I Seminário de Qualificação da Gestão do SUS em Campina Grande, que se iniciou no último domingo (24) com programação extensiva até quarta feira o dia de hoje (27).

O seminário foi pensado com o objetivo de capacitar os gestores da saúde pública para que sejam garantidas ações de um SUS acessível, integral e com mais qualidade.

De acordo com a programação, durante os quatros dias do evento serão debatidos temas como planejamento integrado na Paraíba; as responsabilidades da gestão municipal; rede cegonha, rede psicossocial, rede de urgência, assistência farmacêutica e vigilância em saúde, por palestrantes do Ministério da Saúde, Conass e Consems de outros estados.

Como membro diretora do Conselho de Secretários municipais de saúde, Noêmia vem se destacando junto com sua equipe, na condução dos trabalhos do Seminário que visa qualificar os gestores na condução dos principais problemas enfrentados por eles no dia a dia.

A participação da Secretária culminou no fortalecimento da nossa região, com a confirmação da realização, pela primeira vez em Sousa, da Reunião da Comissão Intergestora Bipartite Estadual (CIB) em novembro deste ano, que contará com a presença de todos os secretários de saúde do Estado.

 Decom

Tags:
"AQUI NESSA MESA DE BAR"

VÍDEO: Homenagem a garçons de Cajazeiras no programa Xeque-Mate tem música, drinks e boas histórias

SAÚDE E BEM-ESTAR

VÍDEO: Sangramento nas regiões do reto e do ânus pode ser sinal de doença grave, avisa médico

APOIO DE CRAQUE

VÍDEO: Embaixador do Campeonato Paraibano, Hulk diz que está à disposição para ajudar clubes do Sertão

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS

VÍDEO: Para advogado da OAB de Cajazeiras, investir em presídios e não em escolas é ‘enxugar gelo’