header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Obras da transposição em São José de Piranhas serão reiniciadas, garante Ministério

Os dois trechos paralisados atrasaram a obra em pelo menos mais um ano.

Por

05/10/2013 às 11h46

O Ministério da Integração Nacional assinou o último contrato das obras complementares ao projeto de Integração do Rio São Francisco. Segundo o secretário de Infraestrutura Hídrica, Francisco Teixeira, os dois únicos trechos que apresentavam problemas foram retomados, disse ele se referindo ao de Mauriti (CE) e de São José de Piranhas.

A proposta vencedora da licitação foi apresentada pela empresa Queiróz Galvão, a um custo de R$ 587,5 milhões. A assinatura do contrato faz com que, agora, todas as frentes da obra sejam remobilizadas, conforme o secretário.

De acordo com Teixeira, o trecho de Mauriti teve a primeira paralisação no final de 2011, depois foi retomado no início de 2012, mas acabou sendo suspenso novamente porque era tocado pela construtora Delta, empresa envolvida em escândalo com o contraventor Carlinhos Cachoeira.

No trecho de São José de Piranhas, a obra nem começou, conforme Teixeira. O trecho sequer foi iniciado pelo consórcio na época. “Tivemos muitas dificuldades em negociar com eles, que pediam aditivos de mais de 25%. Achamos melhor não seguirmos com o trato, que acabou rescindido”, disse o secretário.

Segundo ele, os dois trechos paralisados atrasaram a obra em pelo menos mais um ano. Agora, o Ministério pretende concluir até o final de 2015. O secretário disse não haver estimativas sobre o aumento de custos provocados por atrasos nas obras.

DIÁRIO DO SERTÃO com informações de Gazeta do Alto Piranhas

Tags:
BLACK FIADO

VÍDEO: Conheça a versão mais popular da Black Friday que agita o comércio de Cajazeiras durante 30 dias

DESTAQUES DA SEMANA

VÍDEO: Repercussão da entrevista de José Aldemir encabeça as polêmicas do Direto ao Ponto desta terça

PROGRAMA DE MÚSICA

VÍDEO: Confira as novidades que vêm aí na nova temporada do Acústico Diário com cantor cajazeirense

VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça