header top bar

Reudesman Lopes

section content

2018 um ano cheio de esperanças e comemorações

05/01/2018 às 09h12

Chegou então 2018, como sempre, carregado de esperanças e expectativas de um mundo melhor

2017 se foi, e com ele, alegrias e tristezas. Chegou então 2018, como sempre, carregado de esperanças e expectativas de um mundo melhor, um Brasil livre deste antro de corrupção que se instalou na política partidária desta nação, uma Paraíba com mais segurança aos seus cidadãos e uma Cajazeiras que possa transmitir aos seus filhos a alegria de vê-la sem os “buracos” que hoje nos causa transtornos e prejuízos.

Tem um velho dito popular que diz: “Se queres mudar o mundo, comece essa mudança por você”. Nada mais legal de fazermos essa mudança, para muitos, difícil, mas, que cada um possa tentar. Neste início de 2018, já neste final de semana, 7 de janeiro, começa o campeonato paraibano e com ele um mundão de pontos de interrogação. O primeiro deles, como vai ficar a situação dos estádios x MP x FPF x clubes? Segundo, como será o campeonato agora com a divisão em dois grupos? Terceiro, como será a atuação dos nossos árbitros e assistentes? Quarto, o torcedor vai mesmo prestigiar a nossa competição? Quinto, será esse um campeonato equilibrado como se comenta? O que podemos responder dentre estes questionamentos é que essa pendenga dos estádios já nos cansou como sendo uma novela sem fim e que a cada ano ela retorna mais forte.

O campeonato dividido em grupos é uma questão que minimiza as despesas dos nossos pobres clubes. A arbitragem, essa no meu entender é e será sempre um ponto de temor, mas, vejo-a com a esperança de mudanças e 2017 já foi bem melhor que 2016. O torcedor, esse leva sempre consigo o coração e o profundo amor pelo seu clube. Se este vai bem, “estamos lá” se vai mal, “estamos fora”, é sempre assim, aqui, ali, acolá.

Quanto ao campeonato, alguns “entendidos” acreditam que este será muito equilibrado, sinceramente, não sei, acho apenas que quando a bolar rolar é que teremos a devida noção do comportamento de cada um dos nossos clubes, uma coisa não se pode falar, cada um deles, fez o que pode para se renovar, reforçar o seu grupo de jogadores, isso já um ponto altamente positivo, mesmo sabendo a disparidade financeira em orçamento que existe entre os “chamados grandes”, Botafogo, Treze e Campinense, mas, muitas das vezes, vide Flamengo carioca, não “dá liga”. Para fechar, 2018 nos reserva a comemoração dos 70 anos de fundação do nosso amado Atlético Cajazeirense de Desportos e desde já, me comprometo a organizar uma vasta programação que traduza o tamanho do que representa para a cidade de Cajazeiras o nosso Trovão Azul do Sertão. Feliz Ano Novo.

70 anos

Em breve será anunciada a programação alusiva às comemorações pelos 70 anos de fundação do Atlético Cajazeirense de Desportos. A ideia é formar uma comissão de atleticanos que fazem parte da imprensa esportiva local e mais torcedores de organizadas, com o aval da diretoria do clube. Essa comissão trabalhará no sentido de discutir a organização dos eventos que deverão acontecer até o dia 21 de julho data em que se deu a fundação do Mais Querido do Sertão. Haverá também pelas redes sociais, um canal aberto para as sugestões daqueles que podem colaborar na programação final.

Livro álbum

Estamos trabalhando em um projeto que visa à edição de um livro álbum comemorativo aos 70 anos de fundação do Atlético Cajazeirense de Desportos. O referido projeto será apresentado a uma empresa cajazeirense para que esta possa estudar a possibilidade de presentear o nosso clube bem como todos os seus apaixonados torcedores com a edição deste. Neste livro álbum estará constando um rico acervo em documentos e fotos históricas desde 1948 até os dias atuais.

BOLA DENTRO

Para a vitória do Atlético, 2 a 0, frente ao Baraúnas de Mossoró. O jogo representou uma motivação a mais para o torcedor do Trovão, isso pela performance do time em campo. NOTA 10!

BOLA FORA

Para a novela, MP x FPF x Clubes, com relação aos estádios do nosso futebol e a possibilidade de não termos torcedores em campo na rodada que abre o paraibano 2018. Era o que faltava. NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

PRIVILÉGIOS JURÍDICOS

VÍDEO: A lei é igual para todos? Programa Xeque-Mate discute foro privilegiado com promotor e advogado

FIM DE SEMANA

Cia de teatro arte tramática apresenta “As Malditas” no Teatro Ica em Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o preparador físico do Atlético de Cajazeiras Ivanildo Dunga; Confira!

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Mensagem de Esperança com Dimas Andriola e Sara Samirys

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br