header top bar

section content

Francisco Cartaxo

Francisco Sales Cartaxo Rolim foi secretário de planejamento do governo de Ivan Bichara, secretário-adjunto da fazenda de Pernambuco – governo de Miguel Arraes. É escritor, filiado à UBE/PE e membro-fundador da Academia Cajazeirense de Artes e Letras – ACAL. Autor de, entre outros livros, Guerra ao fanatismo: a diocese de Cajazeiras no cerco ao padre Cícero.

Email: cartaxorolim@gmail.com

| 11/11/2019 08:13

Rodrigo Maia enquadrou o general

A mediocridade política no Brasil é tão alarmante que tem dado margem ao surgimento de líderes sem fortes credenciais. Talvez seja esse o caso de Rodrigo Maia. Ele começa a cavalgar com razoável desenvoltura na cena política brasileira, escanchado na presidência da Câmara dos Deputados. Esta semana, Rodrigo Maia foi muito paparicado, aqui no Recife, […]


| 04/11/2019 08:22

Unidade pela revitalização do Açude Grande

No dia 25 de outubro, realizou-se audiência pública, promovida pela Assembleia Legislativa da Paraíba em parceria com a Câmara Municipal de Cajazeiras, a fim de tratar do Açude Grande. Mais um evento na caminhada, cujo objetivo central é a revitalização de nosso maior patrimônio urbano, despoluí-lo, preservando-o sadio, e transformar seu entorno em um polo […]


| 27/10/2019 09:16

Padre Rolim não quis ser secretário de educação

No regime monárquico, o catolicismo era religião oficial do Estado. Os vigários recebiam a côngrua, uma espécie de salário para sustento de sacerdotes. Padre Rolim nunca foi pároco. Exerceu o magistério, como reitor do Seminário de Olinda e, por dois anos na década de 1850, foi professor de grego no Ginásio Pernambucano, quando o visconde […]


| 21/10/2019 08:01

O calor do sertão ganhou o mundo

A parada para o almoço foi num restaurante à beira do rio, muita sombra, mangueiras, cajueiros, goiabeiras, pés coco e carnaúba. Mais parecia um sítio em baixio sertanejo. Contraste perfeito com a secura da estrada, quilômetros e mais quilômetros de asfalto fumegante, no esturricado verão nordestino. Ela nem ligou para a brisa que acariciava seu […]


| 14/10/2019 08:12

Atualidade de Eça de Queiroz

Parece brincadeira. Mas é sério. A política brasileira anda tão esquisita, com autoridades exóticas, que é fácil associá-las a personagens marcantes da literatura. Ao reler Os Maias, de Eça de Queiroz, eis que me deparo com uma daquelas figuras de ficção, muito próximas de ocupantes de cargos públicos no Brasil de Bolsonaro. Veja este diálogo […]


| 06/10/2019 09:46

Histórico do morticínio eleitoral em Cajazeiras

Imagine, leitora amiga, um beijo após insinuante troca de olhares entre namorados no meio da rua. Quanta emoção! Pense, leitor, na esposa que chega, sem mais nem menos, espargindo um inusitado frescor, lhe envolve em seus braços de abraço pegajoso a querer enroscar-se para sempre na felicidade do amor eterno! Recorde, o leitor e a […]


| 30/09/2019 08:12

O histórico livro do doutor Couto Cartaxo

Antônio Joaquim do Couto Cartaxo foi o segundo cajazeirense a formar-se pela Faculdade de Direito do Recife, em 1862, quando Cajazeiras ainda era povoação do município de Sousa. Dois anos depois, já exercia o cargo de juiz municipal e o mandato de deputado provincial na Paraíba. Dividiu-se entre a advocacia, a política, a magistratura, a […]


| 23/09/2019 08:14

O governo Bolsonaro vai bem?

– E aí, como vai seu presidente Bolsonaro? Fiz a pergunta sem intenção de provocá-lo. Saiu espontânea, para puxar conversa com Telêmaco, meu companheiro de caminhada matinal na Praça da Casa Forte, há muitos anos. Fazia um tempão que a gente não se via. Ele andara meio adoentado, com dificuldade de locomoção, as articulações a […]


| 15/09/2019 10:20

Como sobreviver com 24 mil reais?

Em reunião do Ministério Público de Minas Gerais, que discutia a proposta orçamentária para 2020, o procurador Leonardo Azeredo dos Santos não se conteve: Quero saber se nós, no ano que vem, vamos continuar nessa situação ou se vossa excelência já planeja alguma coisa, dentro de sua criatividade, para melhorar nossa situação. Ou se vamos […]


| 09/09/2019 08:08

Na varanda com inveja do bem-te-vi

Ganho cinco minutos. Não perco, ganho. Ganha minha alma. Da varanda de meu apartamento no bairro de Casa Forte, no Recife, delicio-me com a visão do bem-te-vi a esvoaçar na copa do jambeiro. Dois bem-te-vis. Voam para outras árvores, fazem piruetas em harmonia com o canto, planam e retornam aos galhos da planta. Vão e […]

Recomendado para você pelo google