header top bar

section content

A democracia agoniza

15/07/2016 às 00h41

Quando os gregos elaboraram e criaram o governo do povo, não podiam imaginar, por certo, que num país que seria descoberto em 1500 por Pedro Álvares Cabral, Cunhas, Neves, Calheiros, entre outros, centenas de anos depois, fizessem da democracia escrava de seus desejos.

Num regime presidencialista onde o eleitor elege o Presidente mas não lhe dá maioria parlamentar para implantar o projeto político que o levou ao poder, o governo de coalizão se faz imperativo, e aí começa a zorra!

Coalizão nada mais é que união de contrários que, juntos, dão sustentabilidade ao governante. Mas unir contrários não se faz com bons propósitos, tão somente. Antes fossem os propósitos o liame a uni-los. Infelizmente, o que dá junção à coalizão são as famosas benesses: cargos, emendas parlamentares, e outros que tais.

E nessa base do toma lá, dá cá, só quem perde é o povo. Afinal, em cargos públicos importantes deste país não estão os melhores, os mais capacitados, os mais preparados. Estão os apadrinhados. De quem? Dos Cunha, dos Calheiros, dos Sarney…, e por aí vai.

Mas, como se o escanteio da meritocracia para o preenchimento desses importantes cargos de comando do Brasil já não fosse suficientemente danoso ao país, esses “apadrinhados” em geral são políticos derrotados nas urnas, que os recebem como prêmios de consolação. Isso mesmo, consolação. Suas frustrações político-eleitorais são consoladas com polpudos salários, mordomias, e muitas vezes com esquemas fraudulentos de desvio do dinheiro público.

Hoje, nosso país não sabe pra onde vai. Uma Presidenta eleita pelo voto do povo está ameaçada de cassação, porque a representação de seu partido na Comissão de Ética da Câmara dos Deputados afirma votar pelo prosseguimento do processo de cassação do Presidente da Câmara Federal, a quem cabe a admissibilidade do processo de impeachment da Presidenta Dilma Rousseff.

Ou seja, com o pescoço na guilhotina da Comissão de Ética, e não podendo contar com o apoio do partido da Presidenta para tentar escapar da degola, Cunha dá o troco e, no melhor estilo chantagista, vai às TV´s e, descaradamente, diz que razões técnicas, “puramente técnicas” o fizeram dar admissibilidade ao processo de impeachment.

Então, ficamos assim: dane-se a democracia; às favas com a meritocracia; viva o apadrinhamento; loas para as emendas parlamentares; salve os cargos em comissão; palmas para os esquemas políticos e graças à chantagem!

Assim caminha o Brasil.
A democracia agoniza!

S O L T A S

*O governador Ricardo Coutinho (PSB) já disse que irá brevemente a Cajazeiras para o anúncio oficial do candidato a vice na chapa da prefeita Denise Oliveira (PSB), que disputa a reeleição.

*E se Denise já tem vice definido, o mesmo não se pode dizer das pré-candidatura de Zé Aldemir (PP) e Antônio Gobira (PSOL).

*Há previsões de volta das chuvas ao sertão em 2017. Tomara, porque as águas da transposição, estando sob condicionamento dos homens, é uma incógnita!

*Fábio Tyrone (PSB) é o candidato das oposições ao prefeito André Gadelha (PMDB), na cidade de Sousa.

*O ex-prefeito Carlos Rafael (PMDB) pode decidir por uma candidatura de vereador nestas eleições.

*Neste domingo (17) o entrevistado do TREM DAS ONZE é o padre Gervásio Queiroga!

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br