header top bar

Fernando Caldeira

section content

A fala e a prática

13/04/2017 às 10h21

Na política, via de regra, se diz uma coisa e se faz outra bem diferente. Porque dizer é fácil; agora fazer é que são elas!

Quem não tem histórias de candidatos que prometeram ‘N’ coisas na campanha e, depois de assumir, esqueceram-se completamente do que haviam prometido?

Aí está o que distingue o Político de ‘P’ maiúsculo do político de ‘p’ minúsculo.

O político carreirista, que faz dessa atividade um meio de vida e que por isso mesmo entrega a alma ao diabo por um voto é justamente aquele cuja fala não corresponde a prática. E sabem por que? Porque ele quer o voto de qualquer jeito, prometendo o que poderá e o que não poderá fazer, dizendo o que é verdade e o que é mentira, enganando, ludibriando, manipulando o eleitor.

Por isso é que muitos de nós se decepcionam: porque esperam uma coisa daquele em quem votou e a realidade, a prática é absolutamente inversa.

E isso não é só nos chamados cargos executivos não (Presidente, Governadores, Senadores e Prefeitos); também nos cargos proporcionais (Deputados e Vereadores) a decepção tem sido regra.

Se muitos daqueles (Presidente, Senadores e Prefeitos) prometem fazer isso e aquilo e ficam só na conversa, muitos destes (Deputados e Vereadores) não fogem a regra.

Quantas juras de lealdade ao mandato popular e portanto de honestidade não foram feitas por esses que agora têm seus rostos estampados nas TV´s, nos jornais, na mídia eletrônica e seus nomes divulgados nas rádios por conta da tal Operação Lava Jato? Juravam honestidade, correção, seriedade…

Ainda bem que nesse mar de faz-de-conta que virou nossa política existem as exceções, honrosas como sempre, mas exceções. E não é preciso nem citá-las, pois o povo as identifica bem: falam o necessário, não prometem, não são dados a eloquência verbal e mostram realizações sem as terem prometido.
Feliz de nós o dia que pudermos dizer que as exceções agora são regra!

S O L T A S

. A Prefeitura de Monte Horebe deve e não quer pagar a uma empresa de Cajazeiras que venceu licitação, fez e entregou a obra. Mau começo da administração Marcos Eron!

. E enquanto essa e outras administrações municipais patinam na inoperância gerencial, existem exceções, sempre elas, que dão gosto de ver. Uma delas é Bernardino Batista! Um exemplo de administração!

. Apelidado por “prosador” na lista da Odebrecht, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) perde o discurso de arauto da correção na vida pública.

. Dizem que tem mais gente da PB na lista da Odebrecht. Deve sair em breve!

. Em se confirmando a redução de 36 para 30 o número de vagas na ALPB, muitos devem desistir da disputa em 2018.

. Idem para a disputa para deputado federal, com a bancada paraibana reduzida de 12 para 10 parlamentares.

. Domingo é dia de notícia e informação. É dia de TREM DAS ONZE!

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br