header top bar

section content

Águas debaixo da ponte

27/06/2014 às 20h43

Chove, chove muito nestes dias de final de junho em João Pessoa. São tantas águas a rolar na capital dos paraibanos que muitas ainda, por um longo tempo, passarão por debaixo da ponte. E tanto quanto essas águas, muita coisa ainda ‘vai passar por debaixo da ponte’ também na política partidária desta terra tabajara até a próxima segunda-feira (30).

Somente na data limite para a realização das convenções partidárias é que, final e definitivamente, saberemos quem são os nomes que comporão as chapas que concorrerão ao Governo da Paraíba nessas eleições de outubro vindouro. Até lá, sinceramente, não me arrisco a afirmar que fulano ou beltrano está confirmado como membro de chapa nenhuma. E isso serve para todas as possíveis chapas!

E sabem por que esse meu pé atrás em relação ao tema? Porque lido com política há praticamente 30 anos. Tempo suficiente para ter visto de tudo, até quase boi voar. Um dia ele voa!

Assim, o mais justo e honesto que posso passar aos eventuais leitores desta coluna, é que tudo é possível até segunda-feira (30) na política paraibana. E apesar de entender que tudo é possível, considero improvável que o PMDB retome uma candidatura própria, depois da desistência de Veneziano. Fala-se em Vitalzinho substituir o irmão, porém não creio que se consiga.

O PMDB rachou ao meio, uma banda defendendo que o partido se alie à candidatura Cássio, e a outra parte achando melhor uma união com a candidatura Ricardo Coutinho. Além disso, existem ainda os grupos de Wilson Santiago (PTB), de Marcondes Gadelha (PSC) e de Agnaldo Ribeiro (PP) para se definirem, sem falar no PROS, de major Fábio. O que vai acontecer? Sinceramente não sei. Dia 30, limite das convenções, saberemos. Definitivamente!

Até lá, paciência e caldo de galinha. Ou então Lexotan!!!  

S O L T A S
*A vinda do PT para a coligação do governador Ricardo Coutinho (PSB) coloca o pré-candidato socialista como o que detém maior tempo no Guia Eleitoral de rádio e TV.

*Não é obrigação de gestor nenhum patrocinar festas com dinheiro público. Obrigação de prefeito é, substancialmente, com a saúde, com a educação e com infra-estrutura.

*Neste domingo (29) o Trem das Onze entrevista o deputado e candidato a reeleição, José Aldemir (PEN).

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br