header top bar

Maria do Carmo

section content

Cajazeiras e o equívoco  na sua História

26/07/2017 às 18h04

Vista aérea de Cajazeiras; no destaque a Catedral Nossa Senhora da Piedade

Na origem da cidade de Cajazeiras registram-se dois fatos históricos consagrado   marcos os quais merecem homenagens especiais. O dia 22 de Agosto e o Dia 10 de Julho.

Revendo os fatos que se tornaram oficializados, Cajazeiras é uma cidade que tem raízes     na configuração do Brasil no Sistema de Capitanias Hereditárias. Foi na década de 1800 que Luis Antonio Lemos Brito concedeu por sesmaria a Francisco Gomes Brito e José Rodrigues da Fonseca as terras que ficavam à margem da Lagoa do São Francisco. Após 13 anos as sobras das mesmas terras eram concedidas a Luiz Gomes de Albuquerque o qual fez doação à sua filha  Ana Francisca de Albuquerque que realizou    matrimônio com Vital de Sousa Rolim.

Foi exatamente nesta área que surgiu a Fazenda Cajazeiras, uma casa grande, às margens de um Açude e um criatório diversificado de animais caracterizava a mesma  depois o Sítio Cajazeiras. Nesta localidade crescia Inácio de Sousa Rolim um dos filhos de Vital de Sousa Rolim e Ana Francisca popularmente Mãe Aninha. Em 1825 uma vez  ordenado, o Padre Inácio passou a ser considerado grande mentor da educação uma das  principais alavanca no crescimento do povoado e do progresso econômico da atual cidade de Cajazeiras.

Conforme a História, em 29 de Agosto de 1859 através da lei Provincial Nº 5 Cajazeiras passou a ser Distrito  do município de Sousa. E em 23 de Novembro de 1863 através da Lei Nº 92 sancionada pelo presidente da província Paraíba do Norte Francisco de Araújo Lemos foi criado o município de Cajazeiras. Na condição de Vila, foi fundada a câmara comum formada por pessoas de poder econômico de destaque, intelectuais e religiosos tendo poderes na indicação de dirigentes para administrar a localidade. Em 1864 foi instalado o primeiro governo municipal sendo o presidente da respectiva câmara o Padre José Tomaz de Albuquerque sendo o mesmo o primeiro administrador da vila Cajazeiras.

Em 10 de Julho de 1876 através da Lei Nº 616 oficialmente a Vila Cajazeiras foi  emancipada politicamente compondo assim o conjunto das cidades do  alto sertão paraibano.Tanto o aniversário de Padre Rolim como a emancipação política de Cajazeiras são fatos históricos comprovados oficializados que a população cajazeirense e circunvizinha precisa ser mais bem informada. São verdades que precisam ser revistas, esclarecidas cada uma no seu tempo certo. Uma coisa é o aniversário de Padre Rolim; outra coisa é a emancipação política de Cajazeiras. Ambas não ocorreram na mesma data.

A atual e as futuras gerações cajazeirenses precisam saber exatamente o dia em que se comemora a emancipação política da cidade. Com todo respeito ao projeto de Lei de outrora; na verdade é preciso esclarecer o transcorrer dos fatos históricos. O 22 de Agosto é o dia do nascimento de Padre Inácio de Sousa Rolim, nascido no ano de 1800 que através da fundação da sua Escolinha de Serraria quando o mesmo sacerdote e intelectual impulsionou o progresso no campo da educação Cajazeirense sendo denominada de “Berço da Cultura”, Terra que ensinou a Paraíba a Ler”. Mais do que justo, comemorar festivamente a data do nascimento de Padre Rolim tornar público as homenagens e aplausos ao grande  “mestre na arte de educar”.

Por outro lado, preparar atividades para comemorar o dia da emancipação política da cidade de Cajazeiras é importante e fundamental, uma vez que é esclarecido para a população e o povo em geral que são fatos históricos verificados em datas e caracterizações diferentes. Conhecer a história de um lugar é cultura, esclarecer a verdade dos fatos é cultura também. Portanto, a terra da cultura não deve deixar que o equívoco continue, nunca é tarde para se reler os fatos históricos os quais comprovam a história do município cajazeirense. Assim, a população compreenderá a ênfase atribuída ao dia 22 de Agosto  aniversário de Padre Rolim e a importância da  comemoração do dia 10 de Julho, dia da emancipação política de Cajazeiras.

Professora Maria do Carmo de Santana

Cajazeiras – Julho de 2017

Maria do Carmo

Maria do Carmo

Professora da Rede Estadual de Ensino em Cajazeiras. Licenciatura em Letras pela UFCG CAMPUS Cajazeiras e pós-graduação em psicopedagogia pela FIP.

Contato: profmariadocarmosantana@gmail.com

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula

Maria do Carmo

Maria do Carmo

Professora da Rede Estadual de Ensino em Cajazeiras. Licenciatura em Letras pela UFCG CAMPUS Cajazeiras e pós-graduação em psicopedagogia pela FIP.

Contato: profmariadocarmosantana@gmail.com