header top bar

section content

Carta aberta a quem se diz: “terra da cultura”

11/06/2016 às 19h19 • atualizado em 14/06/2016 às 19h21

Durante mais de duas décadas da minha vida, dediquei-me a busca do resgate da história do futebol da nossa terra. Entendia e continuo a entender, que somos por demais ricos neste requisito e nos aprofundamos nesta pesquisa que culminou com a obra que relata em um livro de mais de 680 páginas, tudo aquilo que lá podemos encontrar sobre a História do Futebol de Cajazeiras. Pois bem, evidente que, como o livro mostra, Deus nos oportunizou chegarmos a ricas relíquias em fotografias, taças, camisas e documentos, ou seja, tudo que o livro trouxe, tudo isso, está sob a minha guarda e os meus cuidados, confesso, é um acervo impressionante e de uma importância sem tamanho na manutenção da memória da história de Cajazeiras e que deveria não está apenas aos olhos de “um”, pena que muitas das nossas autoridades e outras, não tenham a devida noção dessa representatividade que cultua a memória da nossa gente que contribuiu e continua a contribuir de forma significativa na valorização daquilo que chamamos de cultura.

Todo este preâmbulo, embora pouco avantajado, serve para mostrar a nossa imensa batalha, guerra mesmo, para colocar tudo aquilo que falamos em linhas acima citadas, à disposição dos cajazeirenses e cajazeirados. Qual o nosso desejo? O nosso sonho? É ter disponibilizado de forma legal, um local para expor todo esse acervo e assim o denominarmos de Museu e ou Memorial do Futebol de Cajazeiras. Será que uma cidade que se diz, “terra da cultura”, não pode conceder a um cidadão que ele possa presenteá-la com memórias tão representativas de momentos da sua vida? Sei que após leituras vindas em interpretações dos nossos caros apaixonados pelo Gazeta do Alto Piranhas, estes deverão lançar-se em perguntas.

E o museu de Cajazeiras? Para estes diria eu:”Foi um sonho que morreu em duas ou três reuniões e que não entendo ser prioridade, uma política, das nossas autoridades, dos nossos representantes e até mesmo, assim estendo, a associações de cajazeirenses e cajazeirados, cá e lá. Todo esse relato que vamos finalizando tem um desfecho que em muito nos preocupa, que é a guarda deste acervo e, fundamental, colocá-lo às vistas da população.

O meu sofrimento que o traduzo em dilema é que não tenho como guardá-lo em minha residência e sendo assim, precisarei em breves dias de me desfazer desta memória que entendo ser um tesouro em relíquias históricas da terra do Padre Rolim. Essa é de verdade a “terra da cultura”?

Representada
A cidade de Cajazeiras mesmo não tendo nenhum clube em um campeonato do salonismo patrocinado pela Federação Paraibana de Futsal, está se fazendo representar através dos nossos árbitros que começam a ganhar importante espaço nesta modalidade. Paulo Jr e Marcelo foi a dupla que trabalhou em Catolé do Rocha na abertura do Campeonato de Veteranos patrocinado pela FPFS. A arbitragem foi muito elogiada pelos dirigentes e atletas envolvidos no jogo e com isso a nossa dupla se credencia a voos mais altos.

Vai começar
Depois de concluídas as competições dos campeonatos de futebol amador e da zona rural de Cajazeiras, a Secretaria de Esportes e a Liga Cajazeirense de Desportos em parceria, estão anunciando o início do campeonato de futebol na categoria de veteranos para o dia 18 deste mesmo mês. A informação passada pelo secretário de esportes, Everaldo Santos é que 12 equipes já estão devidamente regularizadas para participar desta competição e a idade mínima é de 37 anos para os atletas que estarão aptos a mostrar o seu futebol no Higino Pires Ferreira.

BOLA DENTRO
Para o meu filho Marcel que acaba de completar mais um ano de vida, ao querido filho os nossos parabéns com rogos a Deus de infinitas graças e bênçãos. Sim, este é um menino NOTA 10!

BOLA FORA
Para a CBF que de forma vergonhosa levou o jogo do Sousa Esporte Clube pela série D para Campina Grande. Uma atitude de quem não tem o menor respeito a uma cidade, o seu clube, a sua torcida. CBF NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br