header top bar

section content

No tempo de eleição

20/08/2014 às 14h38

Nunca tinha observado tantos políticos famosos e veteranos passeando nas feiras livres das cidades sertanejas. Agora eu resolvi perguntar a todos concorrentes da campanha política deste ano incluindo os assessores e um pequeno público que os acompanham: os eleitos vão visitar os nossos comerciantes ambulantes em agosto de 2015?  Será? Eu darei 100 a quem me mostrar um dos eleitos retornando em 2015. Porque será que o povo sofre tanto com falta de bons atendimentos nos hospitais públicos, alguns nosocômios têm apenas os serviços simples e básicos como: consultas médicas, serviços ambulatórios, mas faltam exames simples e sofisticados como Raio X, ressonância  magnética, tomografia e até exames laboratoriais.  Será que o dinheiro público dos nossos impostos é tão pouco assim que não permite equipar os hospitais? Ou é mal gerenciado? Quem de direto responda.

Em todo período eleitoral os competidores sempre aparecem de forma inteligente apresentando uma solução concreta de todos os problemas que afligem a nação, e nós, o povão sempre acreditando, eles são eleitos e fazem sempre da forma que melhor lhe convém. Outro fato engraçado, apenas os veteranos apresentam-se com suas propostas.  Novato na dispa nunca, se aparece um nome novo e tem uma conversa bonita, pode analisar bem, é no mínimo parente de um político veterano duvidoso que se afastou da disputa por corrupção, mas fica por trás para usufruir as benéficas do poder. Que esperança teremos no próximo período administrativo? Devemos lembrar de todo o passado dos concorrentes e escolher o melhor, mas não esquecer de pedir muita sorte a Deus, amém.

Se você olhar bem, logo concluirá que dinheiro tem a vontade, mas a maior fatia fica no Congresso Nacional, Câmara dos Deputados, Assembleias Legislativas e outros poderes, gastos com altos salários e uma série de mordomias. Tudo melhorava se os políticos pagassem suas contas com o seu próprio vencimento e dispensassem os benefícios que usufruem.

O poder parece tão bom e lucrativo que os políticos fazem de tudo para conquistar o poder, nada mais justo do que reconhecer que uma pequena parte merece permanecer no poder. Por que será? Eu sei, mas só vou dizer a partir de outubro. Vou concluir mais um artigo pedindo a você eleitor, cuidado com o papo dos políticos, vote livre, consciente e saiba que é muito importante cumprir com esta missão e boa sorte.

Francisco Inácio

Francisco Inácio

Francisco Inácio de Lima Pita é Radialista e Professor Licenciado em Ciências e Biologia pela UFPB e UFCG respectivamente. Atualmente é professor da EEEM Joaquim Lacerda Leite e Escola Normal São José na cidade de São José de Piranhas – PB. Participa todos os sábados do Programa Radar 104 da Jatobá FM comentando sobre diversos assuntos

Contato: pita.sjp@ig.com.br

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

Francisco Inácio

Francisco Inácio

Francisco Inácio de Lima Pita é Radialista e Professor Licenciado em Ciências e Biologia pela UFPB e UFCG respectivamente. Atualmente é professor da EEEM Joaquim Lacerda Leite e Escola Normal São José na cidade de São José de Piranhas – PB. Participa todos os sábados do Programa Radar 104 da Jatobá FM comentando sobre diversos assuntos

Contato: pita.sjp@ig.com.br