header top bar

Adjamilton Pereira

section content

Prefeita Denise não consegue fazer a reforma administrativa e acumula desgaste

17/02/2014 às 00h33

As dificuldades que a prefeita de Cajazeiras, Francisca Denise Oliveira, vem encontrando, para realizar a já anunciada reforma administrativa, expõe, na verdade, o fato de que ela não tem a liberdade de comandar as ações de seu governo, como tentou demonstrar no inicio de sua gestão e até chegou a agir com esse objetivo. Fica evidente, para quem observa de fora, que o ex-prefeito Carlos Antonio voltou a ter uma grande influência na própria equipe de auxiliares da prefeita e isso dificulta qualquer mexida no xadrez administrativo.

O grande problema é que a atual equipe da prefeita quando dá um passo pra frente, precisa dá dois ou três para trás, o que termina passando a impressão de que falta um comando mais direto, ou um melhor preparo, de muitos dos auxiliares, para fazer parte de uma gestão em uma cidade do porte de Cajazeiras.

 Quase sem oposição na Câmara Municipal, com o Ministério Público agindo de forma mais apaziguadora, nas situações que chegam até o seu conhecimento, com uma imprensa pouco preocupada em apontar erros na gestão, mesmo assim, o bate cabeça na equipe da prefeita salta aos olhos.

 Só para citar alguns fatos acontecidos nos últimos dias, a prefeita teve que recuar no processo seletivo, que estava sendo conduzido de forma errada, quando tentaram corrigir, a matéria encaminhada à Câmara de Vereadores se confrontava com a decisão judicial e teve que ser emendada as pressas pelos próprios vereadores, a prefeita anunciou que não faria e voltou atrás na questão do convênio com o estado para contratação de transporte escolar, demorou intervir na questão dos barraqueiros do carnaval, exigiram exames extras para os aprovados na 4ª chamada do concurso e tiveram que recuar, sem se falar nas gratificações legais retiradas do contracheque dos servidores e da demonstração de falta de planejamento das ações –(Fizeram concurso para escolas, que terminaram sendo fechadas e não sabem o que fazer com quem foi aprovado).

 A prefeita Denise pode até, ainda, não ter enxergado, mas estes fatos aparentemente de pouco monta, estão transformando o conceito inicial que ela amealhou de que poderia fazer uma gestão mais centrada e com organização. A impressão que começa a tomar corpo na população é de uma gestão desorganizada, despreparada e sem comando, o que faz com que a equipe bata cabeça, nas coisas mais simples da administração. Se as coisas funcionam assim no que é mais corriqueiro, imagine-se o que poderá está ocorrendo nas questões mais complicadas.   

Mais – http://adjamilton.jornaldaparaiba.com.br/

Adjamilton Pereira

Adjamilton Pereira

Contato: adjamiltonpereira@bol.com.br

NO CALDEIRÃO POLÍTICO NA TV

Advogado fala da profissão, discute política e diz que Luciano Cartaxo é favorito nas eleições de 2018

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com o Ministério de Louvor: Fonte de água da vida

SAÚDE MENTAL

VÍDEO: “Psicologia no Ar” reestreia na TV debatendo as dúvidas e estereótipos que os psicólogos carregam

ENTREVISTA

VÍDEO: Com demonstrações ao vivo, fisioterapeuta cajazeirense explica como funciona a Quiropraxia

Adjamilton Pereira

Adjamilton Pereira

Contato: adjamiltonpereira@bol.com.br