header top bar

Geraldo Wilson

section content

Questão de Ordem – Outra conquista

23/05/2014 às 15h45

Outra conquista I
O povo de Joca Claudino tem reclamado das atuais condições do Cemitério Público local, os pedidos giram em torno do espaço para enterrar os seus entes queridos. A administração da Prefeita Lucrécia Adriana atenta e preocupada com essa demanda, desenvolveu algumas providências no sentido de resolver essa situação. A solução chegou numa informação repassada essa semana pelo empresário João Claudino Fernandes, que encaminhou correspondência à prefeita, Lucrécia Adriana, comunicando a decisão de fazer a doação de um terreno nas imediações da Zona Urbana da sede do município.

Outra conquista II
A prefeita tinha feito esse apelo a seu João de Joca e aguardava uma decisão, que veio em boa hora. A área doada mede 10 mil metros quadrados e terá um custo zero aos cofres do Município e o setor de engenharia da Prefeitura já mandou confeccionar moderno projeto arquitetônico para construção do novo Cemitério Público do Município. A gestão da prefeita Lucrécia Adriana e toda a população estão agradecendo e comemorando essa boa e importante notícia.

Consensual I
A força política e eleitoral do casal Carlos Antonio e Denise foi demostrada mais uma vez na terra de padre Rolim. A eleição para renovação da mesa diretora da Câmara Municipal de Cajazeiras, que poderia parecer um grande imbróglio para a prefeita terminou por transcorrer em perfeita ordem e harmonia, tudo resultado da força política e hegemonia da gestora do município de Cajazeiras.

Consensual II
Todo mundo acompanhava os bastidores daquela disputa e sabia que o vereador Marcos Barros, preterido na eleição passada, pretendia se movimentar para reconquistar o comando do poder legislativo cajazeirense. As apostas da discórdia acabaram sucumbindo ao poder de interlocução da prefeita e de Carlos Antonio, que com muito jogo de cintura e maestria sepultaram qualquer movimento que ameaçasse ruir a paz na condução do processo sucessório, que acabou por reconduzir o vereador Nilsinho ao comando da Câmara no segundo biênio, 2015/2016, fato esse que se justiça pela sua retidão ao grupo da situação e pelo fato de não causar descontentamento aos demais vereadores que sonhavam com o cargo. A pacificação é mais uma conquista política de Denise e Carlos Antonio.

Nos trilhos
O abalo foi momentâneo. É que o prefeito Damísio Mangueira já superou o momento ruim da cassação do seu mandato e incrementa um ritmo fora do comum a sua gestão. Agora, neste momento, se debruça por dedicar todas as atenções a realização do Triunfest, que é o São João antecipado e tradicional do Município, a ser realizado nos dias 6, 7 e 8 de junho  Concomitante a esse evento acontece a concorrida prova de motocross, que reúne pilotos de diferentes regiões dos estados nordestinos. Nesse período a cidade se enche de visitantes e o comércio local aquece suas vendas, fato esse que implica em mais dividendos financeiros ao município.

Sem chances
Durou um ano e cinco meses o calvário da prefeita de Pombal, Polyana Dutra. Hoje, 22 de maio, o STF sepultou de vez a possibilidade do PMDB voltar ao poder municipal. Um processo eleitoral foi aberto contra a prefeita com alegação de que ela estaria exercendo o terceiro mandato, depois do marido, Jairo Feitosa morrer quando exercia o mandato de prefeito em 2007. A oposição alegava que ela estava num terceiro mandato. O TSE havia dado provimento a uma ação contra a prefeita, que agora foi desprovido à unanimidade dos Ministros do STF. Não há mais instância onde recorrer e ela vai terminar o mandato de quatro anos, eleita que foi em 2012.

Hora de decidir I
Dia 30 de junho é o prazo final para o registro de candidaturas, até lá, a maioria dos prefeitos, ex-prefeitos e demais lideranças políticas municipais e estaduais já definiram suas posições frente à disputa de outubro. Desde que o pleito chegou ao seu período próprio, ano de 2014, os pré-candidatos aos cargos em questão vem desenvolvendo intensa pressão para receber apoios, principalmente, de prefeitos municipais. Nos embates eleitorais em nível de Estado, o apoio de prefeitos é disputado palmo a palmo por todos os candidatos. As histórias políticas nos ensina que, deputados estaduais e federais, senadores e governadores correm atrás, primeiro desses valorosos cabos eleitorais, depois vem às demais lideranças. É que o prefeito tem o “poder” de arregimentar mais eleitores, com as prerrogativas que o cargo enseja.

Hora de decidir II  
Muitos dos prefeitos paraibanos já decidiram em quem vão votar na próxima eleição. Com raríssimas exceções, por motivos difusos, uns poucos aguardam desdobramentos para selarem suas decisões. Nessa turma que ainda não sabe em quem vai votar o prefeito de São João do Rio do Peixe se enquadra. Aírton Pires conta com o apoio do  vice-prefeito, Joaquim de Edite, de seis dos onze vereadores integrantes da Câmara Municipal. A preço de hoje, Aírton Pires aguarda uma audiência com o governador Ricardo Coutinho e dependendo dos resultados práticos dessa conversa, uma sinalização de apoio poderia ser oficializada. A principal reivindicação gira em torno de recursos para calçamento de ruas da sede do município.

Hora de decidir III
O prefeito de São João é filiado ao PSC, que ainda não definiu em quem votar, apoia Zé Aldemir e Wilson Filho para deputado estadual e federal. Segundo apuramos havia uma tendência natural de Aírton Pires votar em Cássio Cunha Lima, porém um fato novo na política local o fez regredir dessa condição adiando sua posição política. O fato novo ao qual nos referimos é a decisão do ex-prefeito Lavoisier Dantas de desfazer um acordo de votar em Ricardo Coutinho e agora decidiu pelo apoio a pré-candidatura do senador Cássio Cunha Lima. O sertão inteiro sabe que o principal adversário político do prefeito Aírton Pires é Lavoisier Dantas, os dois não se bicam e vê-los no mesmo palanque vai ser quase que impossível.

Situação desconfortável I
A prefeita de Poço de José de Moura, Aurileide Moura, não teve tempo de comemorar o retorno do seu antigo aliado e recente desafeto, vereador Joaquim Paulo, ao seu grupo político e na bancada na Câmara. Para anunciar a volta do vereador Joaquim Paulo e lançar a candidatura do vereador Paulinho à presidência da Câmara, Aurileide promoveu uma reunião em sua residência e não calculou que uma situação desconfortável estava para acontecer. 

Situação desconfortável II
É que a vereadora Aurélia Anacleto, que pertence a sua bancada não aceitou votar em Paulinho e anunciou sua candidatura a presidência da Mesa do poder legislativo para o biênio 2015/2016. Segundo apuramos, Aurélia saiu da reunião candidata e foi buscar amparo para o seu projeto político na bancada de oposição que conta com quatro votos e num entendimento preliminar já sinalizaram com a disposição de apoiá-la. Como se vê o quadro sucessório frente à eleição da mesa da Câmara Municipal de Poço de José de Moura continua indefinido e como quatro não ganha de cinco, Aurieide vai ter que se desdobrar para reverter essa adversidade.  

Geraldo Wilson

Geraldo Wilson

Jornalista DRT – PB 1.020, Vereador – Poço de José de Moura – Paraíba, Produtor e apresentador do Programa Questão de Ordem na Rádio Alto Piranhas – Cajazeiras – Paraíba, todos os sábados a partir do meio dia.

Contato: geraldowilsonqo@hotmail.com

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

Geraldo Wilson

Geraldo Wilson

Jornalista DRT – PB 1.020, Vereador – Poço de José de Moura – Paraíba, Produtor e apresentador do Programa Questão de Ordem na Rádio Alto Piranhas – Cajazeiras – Paraíba, todos os sábados a partir do meio dia.

Contato: geraldowilsonqo@hotmail.com