header top bar

Fernando Caldeira

section content

Se Cássio não pode, porque insiste na candidatura?

07/06/2014 às 12h20

O artigo de hoje é do professor da UFPB, Jônatas Frazão. Vamos a ele:
“A Paraíba está dividida entre os que acreditam que Cássio é elegível e poderá disputar o Governo do Estado este ano; e os que não acreditam nesta possibilidade. De paraibanos que vivem a política no sangue, viramos um monte de rábulas a palpitar sobre a elegibilidade do tucano. Alguns eivados de paixão, outros nem tanto. Mas, todos tem sua opinião formada.

A minha é de que Cássio não poderá ser candidato e que chegará o momento em que isto será posto. O problema é que esta certeza só teremos em julho, depois que o PSDB apresentar, em convenção, a candidatura do tucano, o que será, aos olhos da Justiça, o ‘fato concreto’ que poderá ensejar uma resposta, inicialmente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba.

Mas TRE não dará apalavra final. Se o órgão disser que Cássio é inelegível, ele recorrerá. Se não, os adversários recorrerão. Depois vem o TSE, até desaguar no Supremo Tribunal Federal. Nota-se, portanto, que haverá ‘via crucis’ para Cássio, qualquer que seja a decisão inicial. Esse tempo será suficiente para Cássio fortalecer a chapa.

Primeiro porque ele sabe que até as convenções nada o impedirá de dizer que é Ficha Limpa e que poderá ser candidato. Segundo, porque depois da convenção também poderá posar de elegível, pois o caminho ao Supremo é longo e cansativo, o levando até a campanha propriamente dita.

Cássio, sabedor de que não poderá levar adiante a sua candidatura, vai tentar fortalecer ao máximo a sua chapa, para, no momento da saída, ela estar fortalecida. Isso explica, por exemplo, o fato de ele ‘rifar’ a vaga de Cícero na chapa em busca dos míseros 35 segundos do tempo de televisão oferecidos pelo PTB de Wilson Santiago, segundo levantamento do tempo de rádio e TV que o TRE-PB divulgou esta semana.

E esse tempo é tão importante que fará, por exemplo, com que Cássio entre de braços dados em Campina Grande com o ‘Inimigo de Campina’. Foi assim que Cássio, durante anos, tratou Wilson Santiago, ao condenar projeto de autoria do filho de Uiraúna que subtraiu parcela considerável do ICMS da cidade, o tão famoso projeto de redistribuição do ICMS. Lembram?

Cássio sabe que terá na aliança PMDB-PT, com Veneziano e Lucélio, um concorrente forte no guia eleitoral. É que, segundo os mesmos dados do TRE-PB, só esses dois partidos, juntos, terão 5 minutos e 18 segundos (2 min e 56 seg do PT e 2 min e 22 seg do PMDB). E, a depender da união de outros partidos, Veneziano poderá ter praticamente metade do tempo total de 16 minutos e 40 segundos disponibilizados pela Justiça Eleitoral para a propaganda.

Agora, uma perguntinha que deveria ser feita a Wilson Santiago: ele aceitaria ser candidato a senador numa chapa com Ronaldinho ou Ruy Carneiro candidato a governador? Claro que não. Wilson é matuto, mas não é besta. Por isso Cássio insiste numa elegibilidade capenga, para segurar quem poderia ser ‘insegurável’ e manter a pose para, quando entregar a chapa ao real postulante, essa chapa estar forte.

Ele sabe de suas limitações e sabe que os prováveis aliados não aceitariam se ele, agora, dissesse a verdade. Nem precisava dizer toda a verdade. Se ele dissesse, pelo menos, que, em caso de impossibilidade, o candidato seria outro, os ratos pulariam fora do barco mesmo sem a tempestade chegar. Uma coisa não se pode deixar de reconhecer: esse Cássio é inteligente, viu!”

S O L T A S

*A confusão é grande: o senador Cássio não sabe se agrada Roberto Cavalcanti (Sistema Correio) ou Eduardo Carlos (Jornal Paraíba). Se agrada um, o outro fica emburrado. Se agrada o outro, é o um que emburra. Pense numa imprensada!  

*“…Está devidamente caracterizado , desse forma, o dano ao Erário Público Federal, nos termos do art. 10, VIII, da Lei n°8.429/92, ocasionado pela atuação dolosa do ex-prefeito LEONID SOUZA DE ABREU.” Isto é parte de uma Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa movida pelo Ministério Público Federal contra o ex-prefeito de Cajazeiras, relativa a verbas federais (450 mil) para o Xamegão.  

*Vc. acha correto alguém com cargo de confiança votar contra os(as) candidatos(as) do(a) prefeito(a)? Dê sua opinião. Vote no blog www.fernandocaldeira.com.br
 
*Neste domingo (8) a prefeita de Joca Claudino, Lucrécia Adriana (PMDB) será a entrevistada do programa Trem das Onze.

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br