header top bar

section content

Universidade do Sertão

14/09/2015 às 13h46

Por José Antônio

A idéia de criar uma Universidade do Sertão não é tão nova. Há muitos anos venho defendendo este sonho. Em 2004, neste canto de página voltei a escrever, quando o então reitor da Universidade Federal da Paraíba, Rômulo Polari, passou, a defender esta idéia, que também foi abraçada pelo deputado estadual Lindolfo Pires, na época sem partido, representante da cidade de Sousa.

Em artigo, já publicado por este semanário, há alguns anos atrás, eu já defendia que a cidade de Cajazeiras, por sua tradição histórica, com uma vocação inconteste para a educação e por ser o maior centro educacional de ensino superior federal do Sertão da Paraíba, com mais de 100 docentes e cerca de 3.000 alunos, deveria ser a sede desta nova universidade.

Ressalte-se ainda o pioneirismo de Cajazeiras na criação de cursos superiores, já nos idos de 1969, através do Bispo Dom Zacarias Rolim de Moura, quando criou e instalou a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras.

Todos nós sabemos que a concretização desta idéia passa necessariamente pela via política. Quem, a nível federal poderia abraçar esta causa? No último mês de agosto, o senador cajazeirense, Raimundo Lira, ocupou a tribuna do senado federal e em sua fala de exaltação pela passagem das comemorações alusivas ao Dia da Cidade e em entrevista coletiva no dia 22 de agosto, na Câmara Municipal, mostrou da necessidade da criação da Universidade Federal do Sertão.

Tanto em carta dirigida ao senador Lira, como pessoalmente, tenho defendido o quanto seria importante para todos nós o desmembrado do nosso Campus, da UFCG, porque ganharíamos autonomia administrativa, acadêmica e financeira.

A nível estadual os deputados Jeová Campos e José Aldemir poderiam levar a questão para Assembléia Legislativa do Estado e mostrarem da importância para a região não somente da Paraíba, mas para os estados do Ceará e Rio Grande do Norte.

Que vantagens teríamos com a criação de uma nova universidade no Estado da Paraíba? Além da independência financeira, o mais importante é que a criação de novos cursos seria com objetivos voltados para a região do semi-árido. O exemplo mais concreto desta multiplicação de universidades está no Estado de Minas Gerais, onde existem várias delas, em regiões diversas atendendo, discutindo e estudando os problemas de cada uma.

Além das decisões administrativas e acadêmicas serem mais ágeis em razão da redução das distâncias, aumenta conseqüentemente o número de funcionários e professores, sem falarmos no beneficio com relação ao alunado, que para se formar não teria que se deslocar para grandes centros.

Vamos aguardar o comportamento das lideranças políticas de Cajazeiras, a partir da prefeita Denise, dos vereadores, do senador Lira, dos deputados estaduais José Aldemir e Jeová, da própria comunidade acadêmica, sem esquecermos o povo desta imensa região sertaneja, que será o mais beneficiado, sabendo-se de que com a implantação desta nova universidade, nossos filhos vão ter todos os cursos “no terreiro de casa”.

Lutar por esta idéia e abraçar esta causa é dever de todo filho de Cajazeiras, principalmente daqueles que querem uma Cajazeiras melhor.
Centenário de Acácio Braga Rolim
A solenidade na Câmara Municipal de Cajazeiras, alusiva ao centenário de nascimento de Acácio Braga Rolim, ex-deputado e ex-vice prefeito de Cajazeiras foi muito participativa e tocante. Resgata-se um pouco da nossa História e está de parabéns a família pela iniciativa desta bela festa, que reunia não apenas a família, mas muitos amigos e admiradores de um cidadão que deu belos exemplos de democracia, cidadania e de grande amor a cidade de Cajazeiras.

60 anos de existência
A Prefeitura Municipal de Cajazeiras completou, no dia 07 de Setembro, 60 anos de sua construção. O prédio foi construído pelo prefeito Otacílio Jurema e inaugurado em 1955. Fica localizado na Rua Juvêncio Carneiro, no centro de uma área bastante extensa, com espaços para jardins e árvores, dos lados e por trás, onde existe uma bela praça, denominada de Dom João da Mata, reformada e melhorada recentemente, com jardins, bancos e algumas árvores. Já funcionou no prédio da Prefeitura Municipal de Cajazeiras, o Fórum, que saiu quando da construção do Centro Administrativo, no Governo do cajazeirense Ivan Bichara Sobreira, onde está até hoje. Também funcionou no prédio da Prefeitura de Cajazeiras, a Câmara Municipal de Cajazeiras, no primeiro andar e a Biblioteca Castro Pinto, no térreo e no Governo de Antonio Quirino de Moura, ambas foram agraciadas com sedes próprias.
Desde a sua inauguração, neste último dia Sete de Setembro, pela primeira vez não aconteceu a solenidade festiva do hasteamento da Bandeira, ao som da banda de Música tocando o Hino Nacional, uma oportunidade inclusive para se relembrar o fato dos 60 anos de vida deste prédio símbolo do poder municipal.

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br