header top bar

section content

Pastor da Assembléia de Deus é preso acusado de abusar sexualmente criança de 4 anos

O caso aconteceu na cidade de Bayeux interior da Paraíba.

Por

15/02/2009 às 12h39

Um pastor da Assembléia de Deus ministério Madureira, do conjunto Marcos Moura, em Bayeux, foi preso ontem, sábado, 14, acusado de ter bolinado uma menina de quatro anos.

Caroline, de 4 anos, queixou-se com a mãe de dores na genitália, afirmando que o pastor Carlos havia passado uma pomada no seu “pipiu”. Estranhando a afirmação a mae resolveu ligar para o Ciop.

Os cabos Lindomar e Afrâncio foram designados para averiguar a chamada. Chegando lá, a irmã mais velha da menina, afirmou que enquanto estava na frente da casa do pastor, numa árvore de oliveira o ‘irmão’ da Assembléia de Deus passou realmente algum tempo com a menina sozinho dentro da casa.

Os policiais resolveram ir a casa do acusado, Antonio Carlos de Pontes, 48, que mora na rua Jornal Liberal, 20, num povoado de Marcos Moura, chamado de Aguialândia. O acusado negou tudo.

Em depoimento Antônio Carlos contou apenas que levou a criança para lhe dar oliveiras. Depois acabou confessando que colocou uma pomada na vagina da garota alegado que ela tinha se machucado em decorrência de uma queda que teria sofrido no quintal da casa dele.

Todos foram levados para à 5ª Delegacia de Distrital onde foi feito exame de corpo de delito e se constatou que apesar de não ter havido o estupro, o órgão sexual da menina estava machucado.

O pastar está preso, foi autuado em flagrante.

Fonte:ClickPB

Tags:
EMPODERAMENTO

VÍDEO: Associação dos Ciclistas de Cajazeiras promove neste final de semana pedal dedicado às mulheres

OUTRO LADO

Secretário de saúde diz que verbas federais serão mantidas e que o SAMU de Cajazeiras não vai fechar

PRECONCEITO

EM CAJAZEIRAS: Gari revela que as pessoas negam água e restaurantes proíbem entrada para comprar marmita

ABANDONADO

VÍDEO: Após saber da morte da mãe, homem passa fome nas ruas de Cajazeiras e faz apelo emocionante para voltar pra casa