header top bar

section content

Bate-boca de vereador com servidores e vaias marcam sessão em Cajazeiras. Vídeo!

O motivo do clima tenso foi um projeto enviado pelo Executivo que estipula a data-base para aumento no salário dos servidores da Saúde para 2017.

Por Luzia de Sousa

15/03/2016 às 19h28 • atualizado em 15/03/2016 às 19h33

A sessão ordinária desta terça-feira (15) na Câmara Municipal de Cajazeiras foi uma das mais curtas dos últimos tempos – durou cerca de 30 minutos – e terminou com vaia ao presidente e muito bate-boca. O motivo do clima tenso foi um projeto enviado pelo Executivo na sessão anterior que estipula a data-base para aumento no salário dos servidores municipais da Saúde para 2017. Mas a bancada de oposição se mobilizou em defesa da categoria e fez com que o projeto baixasse para as comissões para que algumas emendas fossem adicionadas, entre elas uma emenda do vereador Jucinério Félix (PPS) que estipula já para junho deste ano a data-base.

Quando foi na sessão desta terça, mais uma vez com o auditório lotado de servidores da Saúde, nada aconteceu de novo em relação ao projeto. O vereador Marcos Barros (PSB), que estava presidindo a sessão na ausência do presidente Nilson Lopes (PSD) pelo segundo dia consecutivo, alegou que o projeto continuaria nas comissões até que a categoria se reunisse com a prefeita Denise Albuquerque (PSB) para discutir as propostas.

A sessão da Câmara de Cajazeiras foi agitada nesta terça

A sessão da Câmara de Cajazeiras foi agitada

No entanto essa reunião não poderá acontecer tão cedo, já que Denise está em João Pessoa e só retorna na próxima sexta-feira (18), e neste dia ela estará acompanhando o governador Ricardo Coutinho (PSB) em algumas inaugurações na cidade. Com a agenda lotada, certamente o encontro entre a prefeita e os servidores só poderá acontecer na próxima semana, fato que causou indignação no público presente.

Não havendo nenhum parlamentar inscrito para discursar na tribuna, Marcos Barros encerrou a sessão e então ouviu-se uma sonora vaia do auditório. Em seguida, alguns sindicalistas e conselheiros de saúde adentraram ao plenário para discutirem com os parlamentares que ainda se encontravam no local. Nesse momento, quem fez a defesa da administração municipal com mais contundência foram os vereadores Kleber Lima e (PTB) Léa Silva (DEM). Houve, inclusive, bate-boca entre Kleber e o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Janncy Pereira, que estava negando a informação de que o conselho já havia se reunido com a prefeita.

Enquanto isso na plateia havia pessoas incitando os servidores a paralisarem suas atividades como forma de protesto até que o projeto seja rediscutido com urgência e a emenda da data-base para 2016 adicionada.

DIÁRIO DO SERTÃO 

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan