header top bar

section content

Vigilante encontra R$ 500 ao lado de caixa eletrônico em Sousa e devolve ao banco; agência procura o dono

Rapidamente, o vigilante pegou a quantia e contou as notas diante das câmeras. Em seguida, procurou a gerência e entregou o dinheiro. Vídeo!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

11/05/2016 às 15h52 • atualizado em 11/05/2016 às 16h11

Na manhã desta terça-feira (10) o vigilante Alan Bruno Alves, de 23 anos, que trabalha para uma agência bancária na cidade de Sousa, demonstrou exemplo de honestidade ao devolver ao banco uma quantia de R$ 500 em dinheiro que encontrou ao lado de um caixa eletrônico na agência da Caixa Econômica Federal que fica localizada no centro da cidade.

O vigilante foi ao banco pagar realizar um depósito. Porém, ao olhar de lado, encontrou o dinheiro jogado no chão. Não percebendo que havia deixado cair, ele ainda perguntou a uma mulher que estava próximo se o dinheiro era dela, mas a mulher disse que não.

Rapidamente, o vigilante pegou a quantia e contou as notas diante das câmeras. Em seguida, procurou a gerência e entregou o dinheiro.

“Essa pessoa pode está precisando do dinheiro mais do que eu, por isso entreguei ao banco, para que seja devolvido. Espero que todos façam a mesma coisa que eu fiz, pois, dessa forma teremos um mundo melhor”, destacou Alan.

De quem é o dinheiro?
Em contato com a reportagem do Diário do Sertão, o gerente geral da Caixa Econômica em Sousa, Marcelo Alves Oliveira Júnior, afirmou que o valor está guardado e com o auxílio das câmeras a pessoa que perdeu o dinheiro é identificada.

“A pessoa que perdeu esse dinheiro deve comparecer à agência para recebê-lo. Parabéns ao vigilante por demonstrar essa atitude de honestidade, espero que todos façam a mesma coisa que ele fez”, disse.

DIÁRIO DO SERTÃO

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”

CÓDIGO COMPROVA

No 1º Xeque-Mate de 2018, tecnólogo diz que é fácil fraudar eleições com urna eletrônica e explica como