header top bar

section content

Grupos com cerca de 15 homens destroem bancos e Correios em duas cidades da PB

Fortemente armados, eles provocaram tiroteios e fugiram espalhando grampos pelo caminho

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

28/05/2016 às 12h04

Em Sumé, banco foi destruído (foto: whatsapp)

Dois bancos e uma agência dos Correios foram detonados nas cidades de Sumé e Jericó, no interior da Paraíba, durante a madrugada deste sábado (28). Em cada ação, cerca de 15 homens fortemente armados explodiram os locais e ainda provocaram tiroteio nas duas cidades.

Em Sumé, no Cariri do estado, a 264 km de João Pessoa, o grupo chegou em dois carros, uma Hilux preta e uma Strada branca, e explodiram a agência do Banco do Brasil da cidade. Segundo a polícia, os caixas haviam sido abastecidos nessa sexta-feira (27). Os criminosos fugiram em direção a cidade próxima de Serra Branca, atirando e deixando grampos pelo caminho.

Em Jericó, a 400 km de João Pessoa, no Sertão do estado, outro grupo de bandidos explodiu um terminal do Bradesco e uma agência dos Correios, cerca de uma hora depois da ação em Sumé. Segundo a polícia, havia apenas dois policiais militares na cidade, que foi tomada por tiros efetuados pelos bandidos. Os criminosos fugiram espalhando grampos pelo caminho e deixando munições deflagradas.

Até a manhã deste sábado (28), ainda não havia informações sobre suspeitos presos.

O Sindicato dos Bancários da Paraíba contabiliza 44 ataques contra agências, correspondentes e terminais no estado, entre assaltos, explosões e saidinhas.

Portal Correio

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan