header top bar

section content

Acusado de assassinar bebê de 10 meses com tiro na cabeça é preso pelo GTE da polícia civil em Sousa: “Não sou monstro”. Assista aqui

Os agentes de investigação da polícia civil informaram que a prisão foi realizada após uma denúncia anônima para o número 197

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

02/06/2016 às 13h25 • atualizado em 02/06/2016 às 20h47

Os delegados Carlos Seabra e Patricia Forny coordenaram uma operação realizada na manhã desta quinta-feira (02) pelo Grupo Tático Especial (GTE) que resultou na prisão do acusado Marcos Bento Soares, conhecido também como “Bibi”, acusado de matar um bebê de 10 meses no dia 24 de março de 2015.

Os agentes de investigação da polícia civil informaram que a prisão foi realizada após uma denúncia anônima para o número 197 da polícia civil. Na delegacia, o acusado afirmou que não tinha intenção de ter matado a criança.

Veja também:

Polícia revela nomes dos acusados de assassinar bebê de 10 meses com tiro na cabeça em Sousa. Confira!

Emoção e lágrimas marcam velório do bebê assassinado a tiro; família pede justiça

Bebê foi assassinado com tiro na cabeça (foto: Charley Garrido)

Bebê foi assassinado com tiro na cabeça (foto: Charley Garrido)

O crime
O bebê Emerson Cauã de apenas 10 meses de vida, que foi assassinado com um tiro na cabeça na segunda-feira (23) no bairro Areias em Sousa.

Segundo a Polícia Militar, os autores do crime foram: Marcos Bento Soares, conhecido também como “Bibi” e Jocival Manoel de Sousa, mais conhecido como “Bal” de 29 anos, residente no bairro Alto do Cruzeiro.

DIÁRIO DO SERTÃO

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 11.08.2017

INTERVIEW

Educadora fala da infância difícil e sua trajetória de sucesso: ‘Faltava dinheiro, mas não alegria’