header top bar

section content

Comandante do 14º BPM de Sousa divulga balanço de ações e ocorrências do primeiro semestre deste ano

A unidade atendeu 1779 ocorrências no período, 77 operações foram realizadas e mais de 80 armas de fogo apreendidas; confira as estatísticas!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

05/07/2016 às 16h11 • atualizado em 05/07/2016 às 22h43

Ocorrências registradas e ações realizadas ao longo do primeiro semestre de 2016 em sua área de atuação

O 14º Batalhão de Polícia Militar (14º BPM) apresenta o balanço das ocorrências registradas e ações realizadas ao longo do primeiro semestre de 2016 em sua área de atuação. De acordo com o comandante da Unidade, Major Jurandy Pereira Monteiro, as demandas vêm aumentando e, consequentemente, os trabalhos vão sendo intensificados na área do Batalhão.

A unidade que está sediada em Sousa, e, é composta na sua totalidade por 13 municípios, no período de 1º de janeiro a 30 de junho do ano em curso, realizou 77 operações e atendeu 1779 ocorrências. O maior número foi verificado município de Sousa com 1296 ocorrências registradas.

Enquanto que no ano 2015 (jan à jun), 609 pessoas foram conduzidas até a Delegacia, neste ano, tivemos 629 pessoas conduzidas até a presença da autoridade policial, representando assim um aumento percentual de 3,5%.

Entre os números de maior destaque encontra-se o número de apreensões de armas de fogo. Foram 87 armas apreendidas de janeiro a junho de 2016. No mesmo período de 2015 foram registradas 42 apreensões. Em números percentuais, representa um aumento de 107,14% com relação ao ano passado.

Avaliando-se as ocorrências que resultaram em recuperação de bens e veículos roubados e/ou furtados, no primeiro semestre de 2015 tivemos 49 veículos localizados, e, neste ano (2016) foram 54 bens recuperados. Um aumento percentual de quase 11%, quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Analisando-se as apreensões de drogas e outros entorpecentes, no período referenciado (jan à jun/2016), contabilizaram-se 21 ocorrências, com apreensões diretas de drogas, e condução do infrator para a Delegacia de Polícia Civil. No mesmo período, foram 17 mandados de prisão cumpridos.

Ocorrências registradas e ações realizadas ao longo do primeiro semestre de 2016 em sua área de atuação

Ocorrências registradas e ações realizadas ao longo do primeiro semestre de 2016 em sua área de atuação

Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), os quais estão classificados o Homicídio Doloso, Lesão corporal seguida de morte e o Roubo seguido de morte (Latrocínio) foram registrados 18 ocorrências, contra 16 do mesmo período de 2015 em toda área. Apesar de ter havido um acréscimo no período, a estatística aponta para um declínio para esses tipos de crimes. Basta uma comparação com os dois trimestres deste ano. Enquanto que no 1º trimestre foram registrados 13 CVLIs, no segundo trimestre, o número baixou para 5, ou seja, temos uma linha de tendência redução para este tipo de ocorrência.

Os números apontam que houve um crescimento no número de roubos no primeiro semestre de 2016 em relação ao ano anterior. A grande maioria dos registros desse tipo de ocorrência foram no município de Sousa, responsável por 83% das ocorrências. Os outros 12 municípios somados ficaram com 17% das ocorrências registradas. Em Sousa, os bairros com maior número de roubos registrados no 1º semestre do ano, pela ordem foram: Zona Rural, Centro, Estação, Raquel Gadelha, Jardim Sorrilândia II, Mutirão e Alto do Cruzeiro, onde se localizaram 45% das ocorrências. Em nove bairros da cidade de Sousa não houve registro de roubos no período.

Em toda a área do 14º BPM, foram registrados no 1º Semestre do ano passado, 6 ocorrências de ataques/explosões contra Caixas Eletrônicos e Correios, enquanto que este ano, no mesmo período, o número baixou para 0, o que dá uma redução de 100% neste tipo de ocorrência.

“O diagnóstico que nós fazemos do 1º Semestre de 2016, baseado no que foi apresentado é que nós tivemos um aumento no número de prisões e no número de operações. O número de armas apreendidas mais que dobrou em relação ao ano anterior e, também, verificou-se um aumento no número de veículos recuperados em relação ao ano anterior. Ao contrário do ano anterior, não tivemos explosões a caixas eletrônicos, em nenhuma das cidades que compõem a nossa área de atuação. O número de homicídios, em que pese ter sido maior este ano, comparado com o 1º semestre do ano anterior, os números mostram claramente uma tendência de redução. Em 8 municípios da área (São José da Lagoa Tapada, Nazarezinho, São Francisco, Vieirópolis, Lastro, São Bentinho, São Domingos e Cajazeirinhas), não houve registro de homicídio. A cidade de Sousa, nos últimos 100 dias registrou apenas 1 homicídio. Vale registrar que no final do ano passado e início deste ano, o principal problema de segurança era o alto número de assassinatos na cidade de Sousa, porém, com ações qualificadas e integradas com a Polícia Civil, foi possível tirar de circulação os principais envolvidos nos assassinatos e a tendência é que, o ano termine com uma redução neste tipo de crime na nossa área de atuação. Com relação aos crimes patrimoniais (roubos e furtos), principalmente roubos de motocicletas e celulares, os números apontam para uma tendência de aumento, notadamente na cidade de Sousa, em razão disto existe uma grande preocupação por parte dos órgãos de segurança e já estamos trabalhando para tentar reduzir esses indicadores. Neste segundo semestre continuaremos com um ritmo intenso de operações policiais e abordagens a pessoas e veículos, no intuito de apreendermos mais armas e drogas, tendo como metas, mantermos a tendência de redução nos crimes contra a vida e reduzirmos os crimes contra o patrimônio, em especial os roubos na cidade de Sousa. Em breve estaremos recebendo viaturas novas e mais equipamentos do Governo do Estado da Paraíba, estamos sempre fortalecendo os laços com a Polícia Civil, e isto sem dúvida alguma resultará em mais cumprimentos de mandados de prisão e busca domiciliar, dessa forma, tiraremos de circulação alguns criminosos que andam praticando delitos, ressaltou o Major Jurandy, Comandante do 14º BPM.”

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan