Notícias
01/10/2016 às 10h00 • atualizado em 30/09/2016 às 16h05

postado por: Priscila Belmont

Após atentado a bala candidato do Sertão revela como conseguiu escapar da morte

Os dois ocupantes do carro deverão prestar depoimento ao delegado Renato Leite ainda nesta quarta-feira, 28, para ajudar a polícia na tentativa de elucidação do crime.

O candidato a vice-prefeito da coligação “Agora é a vez do povo”, que disputa a Prefeitura de São José de Caiana pela oposição, Manoel Moleque (PPS), foi alvo de um atentado à bala na noite dessa terça-feira, 27, quando trafegava por uma estrada do sítio Condado.

Manoel guiava um Pálio de sua propriedade e estava na companhia do atual vice-prefeito José Alcides. Os dois retornavam para a cidade, depois de visitar alguns eleitores na zona rural, quando foram surpreendidos pelos criminosos. “Eu desconfiei de alguma coisa porque, na ida e na vinda, notei duas pessoas estranhas em uma moto na estrada, então, quando retornava, fiquei olhando para ver se alguém estava seguindo a gente, foi quando fui surpreendido com a estrada obstruída com galhos, então desviei o carro da estrada e saímos imediatamente do veículo e entramos na mata, momento que eles chegaram e já foram atirando”, narra Manoel Moleque. O carro sofreu onze perfurações à bala.

+ Tiro: Candidato e atual vice-prefeito sofrem atentado no Sertão; Polícia investiga caso

O candidato a vice conta ainda que foi um momento de desespero e aflição. “Nós corremos por dentro do mato até encontrar uma casa, de onde conseguimos ligar para nossos familiares e para a polícia. Então, em pouco tempo, muita gente chegou ao local”, comentou Manoel.

Ele é vice na chapa encabeçada por Zé Leite (PR), mas diz que não sabe se a motivação do atentado foi política. “Não posso dizer se o motivo foi político ou não, pode ter sido também uma tentativa de assalto, pois muitos vagabundos pensam que a gente anda com dinheiro, mas só a investigação pode dizer alguma coisa”, comentou Manoel ainda abalado emocionalmente.

Os dois ocupantes do carro deverão prestar depoimento ao delegado Renato Leite ainda nesta quarta-feira, 28, para ajudar a polícia na tentativa de elucidação do crime. O caso teve forte repercussão na cidade e deve motivar um reforço na segurança da campanha em São José de Caiana nesta reta final.

Folha do Vali

Deixe seu comentário