header top bar

section content

veja mais Região de Patos

20 celulares, carregadores e fones foram apreendidos em fundo falso de balde em presídio de Patos. Confira!

Os objetos estavam dentro de um fundo falso de um balde encontrado com um detendo que trabalhava prestando serviço no presídio da cidade de Patos. Veja!

Por Estagiário

09/11/2016 às 20h00 • atualizado em 09/11/2016 às 21h47

Polícia recupera motos roubadas na cidade de Sousa

Nesta quarta-feira, no presídio Romero Nóbrega, localizado na cidade de Patos, no Sertão paraibano, foi apreendido cerca de 20 celulares, carregadores e fones de ouvido que estavam dentro de um fundo falso de um balde encontrado com um detento que trabalhava na prestação de serviços da unidade prisional. Segundo o agente penitenciário Daniel Ribeiro, o flagrante aconteceu aproximadamente às 8h30min.

“Todo dia pela manhã e fim da tarde um preso vai fazer a limpeza do pátio e usa um carro de mão que fica próximo ao muro, junto aos baldes. Quando ele foi fazer isso, o agente que acompanha suspeitou e pediu para ver o balde e, ao pegar, sentiu que ele estava pesado, descobrindo um fundo falso”, revelou Daniel.

O diretório do presídio abriu um processo administrativo para analisar o caso, e o preso que estava portando o balde de fundo falso foi transferido para a cela de isolamento, além de não poder mais trabalhar no presídio.

Ainda não se foi descoberto como os objetos conseguiram passar as revistas da unidade, mas acredita-se que o material tenha sido jogado por cima do muro.

DIÁRIO DO SERTÃO com G1 PB

INTERVIEW

Promotor ‘manda’ município retirar mercadorias de calçadas, cita saúde como problema e lamenta: “O povo continua votando em corruptos”

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Com estádio superlotado, Atlético de Cajazeiras joga mal e é goleado pelo Botafogo de João Pessoa no primeiro jogo da semifinal

TROVEJOU EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Com novo treinador, Atlético vence Inter, volta ao G4 e vai para última rodada decidir vaga com time de Campina

FERVENDO

Oposicionista de Sousa aponta erros de André que o fizeram freguês de Tyrone, cobra redução da taxa, revela seu pecado e dispara: “Palhaçada”